22°
Máx
17°
Min

Senador tucano é hostilizado em aeroporto e se envolve em briga

O senador José Aníbal (PSDB-SP) se envolveu em uma briga com um manifestante na manhã desta terça-feira, 21, ao chegar ao aeroporto de Brasília. Após ser chamado de "golpista", "ladrão" e "traidor da democracia", o tucano reagiu à provocação, bateu boca com o interlocutor e tentou acertá-lo com um jornal.

A cena foi gravada com um celular pelo autor da hostilidade e em seguida divulgada por simpatizantes do PT nas redes sociais. O senador, que também é presidente do Instituto Teotônio Vilela, braço teórico do PSDB, disse que reagiu porque foi chamado de ladrão. "É preciso dar uma trava nesse pessoal. Esse sujeito estava ali para provocar. Fui em cima e dei um chute na mala dele, que estava no chão".

No último domingo, 19, passageiros de um voo entre São Paulo e Brasília hostilizaram o deputado Paulo Pereira da Silva (SDD-SP), o Paulinho da Força, que foi um dos principais líderes do movimento pró-impeachment de Dilma Rousseff na Câmara.

Ao perceber a presença do parlamentar, um passageiro se levantou de sua poltrona e começou a chamá-lo de "Paulinho da Farsa", enquanto outros filmavam. Na sequência, um grupo de passageiros no fundo aeronave engrossou o coro e passou a gritar: "Golpistas, fascistas, não passarão!"

Ao contrário de Aníbal, Paulinho da Força não reagiu. Permaneceu sentado o tempo todo com uma revista na mão.