28°
Máx
17°
Min

Serra nega ter sido sondado ou convidado para o Ministério da Fazenda

O senador José Serra (PSDB-SP) negou ter sido sondado ou convidado para assumir o Ministério da Fazenda de um eventual governo Michel Temer. "Tenho conversado com o vice-presidente sempre, mas não tratamos desse assunto. Não tenho na cabeça história de ministério. É um assunto que vai ser posto mais adiante", disse Serra.

Segundo ele, Temer está aguardando o pronunciamento do Senado sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff para formar seu quadro de ministros. "Ele só vai tratar disso de verdade quando assumir a Presidência. Uma coisa é certa: vou tratar de apoiar o governo para que dê certo, trabalhando aqui no Senado, como sempre faço".

Sobre o apoio do PSDB a um suposto novo governo, Serra disse que o partido "não pode deixar Temer ao relento". Para o senador, já que a sigla apoiou o impeachment de Dilma - sabendo que o vice assumiria como presidente - há o dever de ajudar para que o governo dê certo.

"Não por interesse político, mas pelos interesses do povo brasileiro, que está sofrendo a pior crise de sua história, com desemprego, perda de renda e encolhimento dos serviços sociais", completou.

O tucano afirmou que, em função disso, a ideia de que membros do PSDB teriam de se licenciar do cargo para assumir cargos no governo Temer, defendida por uma ala da sigla, "é uma posição sem sentido".