22°
Máx
14°
Min

STF nega recurso de Palocci para anular delações de Baiano e Youssef

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira, 5, sem discussão, um pedido do ex-ministro petista Antonio Palocci (governos Lula e Dilma) para anular as delações premiadas dos doleiros Fernando Soares, o Baiano, e Alberto Youssef no âmbito da Operação Lava Jato.

Os advogados do ex-ministro pediam que o Tribunal retirasse os benefícios concedidos aos dois no acordo com o Ministério Público Federal. Eles alegavam ao STF que Baiano e Youssef mentiram ao revelarem detalhes sobre a suposta participação de Palocci no esquema de corrupção da Petrobras.

Segundo os delatores, Palocci teria pedido ao ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, a liberação de R$ 2 milhões, a serem pagos por Youssef, da cota de propina do PT para a campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2010.

Para os advogados, Youssef primeiro negou que tenha recebido pedido de dinheiro e, depois, ele e Baiano teriam combinado os depoimentos para incriminar o ex-ministro.