27°
Máx
13°
Min

Temer almoça com ruralistas da Frente Parlamentar Agropecuária

(Foto: Foto: Beto Barata/PR) - Temer almoça com ruralistas da Frente Parlamentar Agropecuária
(Foto: Foto: Beto Barata/PR)

Em mais um dia agitado pela sucessão de Eduardo Cunha na presidência da Câmara, o presidente em exercício, Michel Temer, chegou neste início de tarde de terça-feira, 12, em um almoço oferecido pela Frente Parlamentar Agropecuária (FPA). A ação marca mais um afago mútuo entre o presidente em exercício e a bancada ruralista, uma das primeiras a marcar posição pelo impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Ontem, Temer dedicou boa parte do tempo para "ouvir" candidatos ao posto deixado por Eduardo Cunha. O objetivo do governo, de ter um candidato único e evitar um racha na base, está cada vez mais distante. Agora, o governo já admite a possibilidade de segundo turno na eleição e trabalha para tentar a unificação da base após a decisão.

Ao chegar para o almoço, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, disse que Temer "é um homem do Parlamento" e sabe a importância da bancada ruralista para a economia. "É um setor que tem dado contribuição clara para o desenvolvimento do País", disse o ministro. Segundo Geddel, a presença de Temer é uma forma de mostrar "prestígio ao segmento e apreço aos parlamentares". "Ele vem pra ouvir", disse.

O evento com a bancada ruralista acontece na sede da FPA, no Lago Sul. O evento é fechado para jornalistas, mas o discurso do presidente em exercício deve ser disponibilizado após o término do almoço. Às 16 horas, Temer recebe a bancada do Rio Grande do Sul no Congresso Nacional.