27°
Máx
13°
Min

Temer diz que não está nervoso e que impeachment é 'coisa natural' na democracia

O presidente em exercício, Michel Temer, abriu nesta quinta-feira, 25, o Salão Nobre do Palácio do Planalto para receber a Tocha Paralímpica enquanto o Senado registra os primeiros depoimentos de testemunhas na fase final do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Temer disse que não vê razões para estar nervoso com o processo de impeachment. "Aconteceu alguma coisa? Ah, imagina. É uma coisa tão natural na democracia", disse aos jornalistas no fim da cerimônia.

O Senado, em sessão comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, começou a julgar na manhã de hoje a presidente afastada por crime de responsabilidade fiscal. Os depoimentos das testemunhas começaram nesta tarde.

Mesmo sem o processo de impeachment definido, Temer disse que irá à cerimônia de abertura do evento, no dia 7 de Setembro. "Quero anunciar que, em qualquer circunstância, seja a posição que eu estiver que estar, com muita emoção, alegria cívica e patriotismo eu irei à abertura dos Jogos Paralímpicos", disse. "Farei isso com gosto extraordinário."

Na próxima segunda-feira, 29, quando está prevista a fala de Dilma no plenário do Senado, Temer deve receber os atletas brasileiros medalhistas nos Jogos Olímpicos. A fala de Dilma está marcada para as 9h. No entanto, como ela está disposta a responder perguntas de senadores, pode ser que Temer esteja em evento oficial enquanto a petista se defende. O horário do evento dos atletas medalhistas ainda não foi decidido, mas está pré-agendado para as 11h.