24°
Máx
17°
Min

Temer: é natural adaptação em projetos das Forças Armadas neste momento de ajuste

O presidente em exercício, Michel Temer, aproveitou um evento de promoção de oficiais-generais no Palácio do Planalto para destacar que a interação entre os Poderes Legislativo e Executivo "é fundamental" e "complexa". Em sua fala, Temer ressaltou que seu governo trabalha para buscar a retomada do crescimento econômico. "Neste momento em que a retomada do crescimento é prioridade e o ajuste fiscal se impõe a todo governo é natural que projetos estratégicos das Forças Armadas sofram adaptações", disse.

O presidente em exercício disse ainda que numa democracia é preciso respeitar a separação e a independência entre os poderes. "Muitas vezes as pessoas acham que aquilo que Executivo fez é palavra definitiva. Nós, com a consciência democrática que temos, sempre salientamos que a ação do executivo é um dos processos. O segundo momento é aquele que o Congresso Nacional, que é uma representação popular, se manifesta", disse.

Durante a cerimônia que formalizou a promoção de 90 militares das três Forças: Exército, Marinha e Aeronáutica, Temer exaltou o esforço coletivo para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos. "Já começamos a receber delegações e turistas de todo o mundo para os Jogos e é uma tranquilidade contar com as Forças Armadas para a segurança das competições e das atividades a sua volta", disse, ressaltando que o País vai revelar ao mundo "a tranquilidade absoluta" do evento. "Por meio do esporte vamos dar uma lição de paz interna e externa", completou.

"Estreia"

O evento contou com a presença da primeira-dama em exercício Marcela Temer. Esta foi a primeira vez que ela participou de uma cerimônia no Planalto, desde a posse da presidente afastada Dilma Rousseff, em 1º de janeiro de 2015. Por se tratar de um evento militar, que possui regras bastante rígidas, Marcela Temer passou por um treinamento na última semana para garantir que sua participação seguisse corretamente o ritual.

Com um vestido cinza, Marcela desceu a rampa em direção ao salão nobre de braços dados com o marido. De salto, Temer orientou Marcela a se amparar no corrimão. Na solenidade, Marcela cantou todo o Hino Nacional e ficou ao lado de Temer cumprimentando os oficiais. No fim do evento, Marcela subiu novamente a rampa com ajuda do marido e atendeu o pedido de jornalistas para fazer um aceno.

Interlocutores do presidente dizem que ele não tem gostado que notícias relativas a sua esposa tenham destaque na mídia. Temer, entretanto, busca suavizar e popularizar a sua imagem e tem sido aconselhado por alguns aliados a aparecer mais em família.

Marcela também estará ao lado do presidente em exercício durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, no próximo dia 5, no Rio de Janeiro.

Inicialmente, cogitou-se que, além do casal, o filho caçula, Michelzinho, também participasse do evento. No entanto, além do dia intenso de atividades que estão previstas no Rio, pelas regras do Comitê Olímpico Internacional a criança teria que ficar em um local distinto dos pais e por isso Temer decidiu não levá-lo.

O presidente em exercício já tem dito que a primeira-dama avalia a possibilidade de desenvolver trabalhos sociais. Mas a iniciativa só deve ser efetivada após a conclusão do processo de impeachment. No início de julho, após uma série de protestos em frente a sua residência em São Paulo e com a possibilidade de se efetivar no cargo, Temer decidiu trazer a esposa e seu filho caçula para morarem em Brasília. Na semana passada, o casal foi buscar o filho em seu primeiro dia de aula na capital e autorizou a imprensa a acompanhar a visita.