27°
Máx
13°
Min

Temer: Quando o tempo chegar, terei gabinete na cabeça

O presidente em exercício do Brasil, Michel Temer (PMDB-SP), confirmou já estar em conversas com pessoas que podem vir a participar do governo no caso da confirmação do impeachment da presidente Dilma Rousseff. À agência de notícias Dow Jones, ele declarou que tem nomes "na cabeça", mas que os revelaria apenas no momento adequado.

Temer afirmou que espera construir uma coalizão para governar o País no caso de Dilma ser afastada por 180 dias após decisão no Senado. A votação está prevista para 12 de maio.

"Quando o tempo chegar, eu terei um gabinete na cabeça e, apenas nesse momento, irei revelar nomes", disse.

Embora tenha dito que está pronto para assumir, Temer criticou as acusações de que esteja conspirando contra Dilma.

"Ela (Dilma) tem dito que eu sou um conspirador, o que obviamente é algo triste para mim e para a Vice-Presidência da República", declarou.

A agência destaca a entrevista de Dilma a correspondentes internacionais esta semana, na qual ela afirmou estar sendo alvo de ações de conspiradores que tentam tirá-la do poder.

Temer assumiu como presidente em exercício durante viagem de Dilma a Nova York, nesta quinta-feira. A petista deve retornar ao Brasil no domingo, 24. Fonte: Dow Jones Newswires.