27°
Máx
13°
Min

Temer se surpreendeu, mas está tranquilo, diz senador após encontro com vice

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), senador José Maranhão (PMDB-PB), afirmou nesta segunda-feira, 9, que o vice-presidente da República, Michel Temer, foi pego de surpresa com a decisão sobre o pedido de anulação do processo de impeachment, feito pelo presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), mas que "está tranquilo".

"O presidente se surpreendeu, mas está muito tranquilo em relação ao assunto", afirmou o senador após deixar o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente. "Senti que o presidente está absolutamente tranquilo em relação a essa questão e a outras questões inerentes ao processo político do pré impeachment. Estamos diante de um fato novo, por mais inusitado que seja, e cabe ao presidente do Senado decidir sobre essa questão", emendou.

Waldir Maranhão divulgou nota nesta segunda-feira, 9, em que anula as sessões que resultaram na autorização da abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e determina que uma nova sessão seja realizada no prazo de cinco sessões a partir da devolução do processo do Senado. O Senado já recebeu o comunicado de decisão de anulação das sessões na Câmara.

O deputado atendeu a um pedido da Advocacia-Geral da União (AGU). De acordo com a nota divulgada por Maranhão, ele entendeu que os partidos não podiam fechar questão e orientar a bancada sobre o impeachment. Ele também informou que os parlamentares não podiam ter anunciado publicamente o voto e que a defesa não poderia deixar de falar por último na Câmara. O resultado da votação também deveria ser formalizado por resolução.

"O que eu acho é o seguinte: a cabeça das pessoas é sempre uma caixa de surpresas. Eu nunca pude imaginar que de repente o presidente substituto pudesse sair com a ideia desse tipo, mas cada cabeça é um mundo", considerou o senador José Maranhão.