22°
Máx
16°
Min

Toffoli perdeu julgamento do impeachment por viagem à Europa

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi o único integrante da Corte que não participou do julgamento da noite de quinta-feira, 14, sobre os recursos que questionavam o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A ausência foi justificada por uma viagem a Bucareste, na Romênia.

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Toffoli está fora do País desde o fim de semana, quando participou de comitiva do Conselho Eleitoral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) para observar o primeiro turno das eleições presidenciais no Peru, além de participar de eventos relacionados à Justiça Eleitoral.

Na Romênia, o presidente do TSE proferiu uma aula magna na Faculdade de Direito da Universidade de Bucareste, com o tema Lei Eleitoral e Novas Tecnologias: Desafios Legais.

A ausência do ministro em sessões do STF em razão de viagem oficial pelo TSE não é novidade. Em 2014, já presidente da Corte Eleitoral, Toffoli viajou para Bali, na Indonésia, entre o primeiro e o segundo turnos eleitorais, para um seminário.

O ministro volta ao Brasil neste sábado à tarde. De acordo com a assessoria de Toffoli, a viagem para a Romênia estava agendada desde janeiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.