22°
Máx
17°
Min

Trump nega acusações de assédio e acusa Carlos Slim de conspirar contra ele

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, negou as últimas acusações de abuso sexual, dizendo que uma das mulheres que o denuncia não teria sido sua "primeira escolha", com base no seu grau de beleza. Ele também disse que as denúncias seriam parte de uma conspiração que inclui o bilionário mexicano Carlos Slim.

"Isso tudo é uma grande armação", disse Trump. Os comentários foram feitos durante um discurso em um comício sobre a série de acusações que Trump vem sofrendo de mulheres que afirmam terem sido beijadas e apalpadas pelo empresário sem consentimento. Ele nega as acusações.

Trump também comentou as alegações de Nathasha Stoynoff, que escreve para a revista People. Ela disse que o empresário teria a beijado à força durante uma entrevista há mais de 10 anos.

"Essas pessoas são doentes", disse Trump. "O motivo pelo qual ela não escreveu sobre isso 12 anos atrás é muito simples: nunca aconteceu", afirmou o magnata.

No comício, Trump acusou o bilionário mexicano Carlos Slim de fazer parte de uma conspiração internacional que inclui o New York Times e o resto da imprensa norte-americana. Um porta-voz de Slim negou as acusações de Trump e reforçou que ele não está interferindo nas eleições dos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.