22°
Máx
16°
Min

Vias de SP começam a ser liberadas, mas manifestação contra impeachment continua

As faixas da Avenida 23 de Maio, na capital paulista, no sentido do Bairro Paraíso, foram liberadas por volta das 7h30 da manhã desta terça-feira, 10. Na direção oposta, há uma faixa desobstruída. Mais cedo, manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff atearam fogo em pneus e madeira, bloqueando os dois lados da via. No entanto, há ainda problemas em outros pontos da capital.

A Marginal do Tietê, por exemplo, está com as pistas expressa e local bloqueadas entre as pontes Tatuapé e Aricanduva no sentido da rodovia Castello Branco. A Hélio Smidt, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, foi liberada, mas ainda há muito trânsito no local, o que se reflete na pista marginal da Via Dutra.

Manifestantes também estão na pista local da Marginal do Pinheiros, perto da Ponte do Morumbi. O engarrafamento é grande na região. Ao todo, são 100 km de vias congestionadas em São Paulo, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Há ainda relatos de protestos em estradas do Distrito Federal, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e em Salvador, na Bahia.