22°
Máx
17°
Min

Waldir Maranhão, que assume a Câmara, também é investigado na Lava Jato

Com o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), assume interinamente o comando da Casa. Assim como o peemedebista, de quem é aliado, Maranhão é investigado no âmbito da Operação Lava Jato. O deputado seria um dos beneficiados pelo esquema de corrupção e desvios na Petrobras.

Na manhã desta quinta-feira, o presidente interino da Câmara se reúne com assessores em sua residência, em Brasília, para avaliar como direcionará os trabalhos da Casa. Maranhão assumiu o comando da Câmara automaticamente após o Supremo Tribunal Federal (STF) afastar Cunha do mandato parlamentar e da presidência. Segundo a assessoria de imprensa de Maranhão, ele deve convocar reunião com líderes partidários ainda nesta quinta-feira para tratar sobre a agenda da Casa.

Impeachment

Waldir Maranhão, que votou contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff no dia 17 de abril contrariando recomendação do seu partido, declarou lealdade a Cunha durante a votação.