21°
Máx
17°
Min

10 motivos para participar de um Hackathon

(Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa) - 10 motivos para participar de um Hackathon
(Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa)

Em novembro, a capital paranaense sedia o maior hackathon do Brasil: o Hackathon SENDI 2016. Trata-se de uma maratona de programação que, ao final de 30 horas, vai apresentar mais de 50 soluções tecnológicas para o setor energético. Mas o que leva 300 estudantes saírem de suas cidades para participarem de eventos como esse? Quem responde a essa pergunta é a coordenadora do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo, Fabíola Paes, que venceu o Hackathon da Lóreal, no início do ano, visitou o Vale do Silício, nos Estados Unidos, e agora faz parte da comissão organizadora do Hackathon SENDI 2016.

Fabíola Paes, coordenadora do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo (Foto: Divulgação)Fabíola Paes, coordenadora do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo (Foto: Divulgação) 

Confira os 10 motivos para participar de um Hackathon

  1. Respirar tecnologia: Não pense que um evento como esse é apenas para programadores. Quanto mais heterogênea a equipe, mais criativos e inovadores serão os projetos desenvolvidos. Por isso, se você é da área de Direito, Artes, Comunicação, Pedagogia, ou qualquer outra área, esta é a oportunidade para entender um pouco mais sobre tecnologia. E isso vai fazer muita diferença na sua carreira, uma vez que o mundo está se tornando digital.
  2. Aprender com inovação aberta: A inovação não está mais restrita aos departamentos de pesquisa e desenvolvimento das empresas. As organizações estão abrindo os olhos para as soluções geradas pela comunidade, mercado e academia. E um hackathon é uma oportunidade para os estudantes vivenciarem esse processo.
  3. Networking: Você é o tipo de pessoa que só se relaciona com colegas de profissão? Está na hora de conhecer profissionais de outras áreas, de outros lugares e entender que existe muito mais coisas em comum entre vocês do que você imagina. Na vida profissional, o networking responde por mais de 30% do sucesso.
  4. Aprender a trabalhar em equipe: Quando você sai da faculdade, não tem mais a opção de escolher com quem vai trabalhar. Um hackathon simula a realidade das empresas, onde profissionais de áreas complementares se unem para a realização de um mesmo projeto. Você tem duas alternativas: ou aceita a equipe e tenta dar o melhor de si para, juntos, alcançarem o melhor resultado, ou está fora.
  5. Premiação: Fabíola foi premiada com uma viagem ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, e mais R$ 100 mil, para a implementação do seu projeto. No Hackathon SENDI 2016, os prêmios vão de viagens internacionais, smartphones, ingressos para shows e eventos, a vale compras. Todos os participantes que apresentarem um projeto serão premiados. Só por isso, já valeria a pena o esforço.
  6. Oportunidade de sair do evento com um negócio pronto e viável: Cada projeto desenvolvido em hackathon é uma startup pronta para ir ao mercado. Sabe aquelas ocasiões onde “a mágica acontece”? Essa é uma delas. As ideias ganham vida e os projetos saem do papel de forma incrivelmente fácil. Já pensou em voar com suas próprias asas e empreender no mundo digital?
  7. Aproximação com o mercado: Além de desenvolver startups, o hackathon geralmente atrai profissionais do setor em estudo e investidores ávidos por ideias brilhantes. Essa ideia pode ser a sua.
  8. Superação de desafios: Num hackathon, os participantes são colocados o tempo todo à prova. Devem saber lidar com apressão do tempo, o sono e os imprevistos. Estes aprendizados valem muito para a vida profissional e quem passar por um hackathon e sair inteiro vai se diferenciar no mercado.
  9. Conhecer outros lugares: Por que não aproveitar para chegar um dia antes e conhecer a cidade? Os hackathons viraram febre em todo o mundo e são excelentes motivos para mais uma viagem.
  10. Diversão: Sim, o hackathon é divertido, pois acontece deforma gamificada, num ambiente de descontração, onde os participantes – acredite – nem sentem a hora passar.

Realizado pela ABRADEE (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica) e coordenado pela Copel, com o apoio da Universidade Positivo (UP) e Centro Internacional de Inovação do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná, o Hackathon SENDI 2016  acontece de 4 a 6 de novembro, no Expotrade. As inscrições são gratuitas e já podem ser feitas pelo site www.sendi.org.br. As vagas são limitadas por área de atuação e divididas igualmente em quatro desafios. Podem participar estudantes de graduação e pós-graduação de todo o Brasil. As equipes serão formadas por até 5 integrantes, sendo obrigatório um desenvolvedor, um designer e um estudante da área de negócios.

Com a mentoria de especialistas do setor de Distribuição de Energia, Desenvolvimento de Software, Plataformas embarcadas e Modelagem de Negócio, as equipes terão 30 horas para apresentarem uma solução para um dos quatro desafios: “Relacionamento Inteligente com o Consumidor”; “Energia Inteligente”;“Operação e Automação Inteligente de Redes de Distribuição” e “Soluções para Cidades e Instalações Inteligentes”. O Hackathon SENDI 2016 marca o início das atividades do maior evento de distribuição de energia elétrica da América Latina – o SENDI 2016, que reúne representantes das maiores distribuidoras de energia públicas e privadas, do Brasil e exterior, para a apresentação de novas tecnologias, relacionamento de negócios, debate sobre novas tendências e integração entre os profissionais. Mais informações e inscrições pelo site www.sendi.org.br.

Serviço

 Hackathon SENDI 2016

Data: 4 a 6 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR


SENDI 2016 - XXII Seminário Nacional de Distribuição deEnergia Elétrica

Data:7 a 10 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR