23°
Máx
12°
Min

Após campanha, visitação ao Refúgio Biológicode Itaipu cresce quase 100% em julho

Visitação ao Refúgio Biológico de Itaipu cresceu quase 100%

O Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), uma das atrações da margem brasileira do complexo turístico da Itaipu Binacional, recebeu quase o dobro de visitantes em julho, na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 3.683 turistas, ante 1.859 em julho de 2015 – um aumento de 98%.

Considerando todas as visitas à Itaipu, turísticas e institucionais, das margens brasileira e paraguaia, a variação positiva foi de quase 20%. Foram 115.059 visitantes no mês passado, ante 96.177 visitantes registrados em julho de 2015.

No acumulado do ano, de janeiro a julho, o número de visitantes já passou de meio milhão, chegando a 507.372 pessoas – ante 462.941 registrados no mesmo período do ano passado. A variação positiva foi de 10%.

Para os gestores do turismo de Itaipu, além das férias escolares, o incremento na visitação reflete a campanha “Meu Refúgio”, protagonizada pelo alpinista Waldemar Niclevicz. A ação convida o turista a plantar uma semente de árvore nativa e a participar do “maior programa de reflorestamento do mundo realizado por uma usina hidrelétrica”.

“A campanha apresenta uma nova experiência ao visitante e isso foi amplamente divulgado, contribuindo para o aumento no número de visitação”, afirmou a gerente geral do Complexo Turístico Itaipu, Jurema Fernandes.

Segundo ela, a campanha é aberta também a moradores de Foz do Iguaçu e dos municípios lindeiros ao Lago Itaipu e da região trinacional (como Puerto Iguazú e Ciudad del Este), que não pagam nada para conhecer o atrativo.

Jurema acrescenta ainda que os bons resultados obtidos no refúgio devem gerar novas campanhas de divulgação. “Itaipu não é só a usina, temos muito mais a mostrar. Pretendemos também dar maior visibilidade aos demais atrativos e mostrar todo o potencial que cada um tem.”

Moradores da região não pagam

Os moradores dos municípios da região trinacional e lindeiros ao Lago de Itaipu não pagam ingresso para conhecer cinco atrativos do complexo turístico: Visita Panorâmica, Iluminação da Barragem; Refúgio Biológico; Polo Astronômico; e Ecomuseu.

Para o Circuito Especial e Porto Kattamaram, além do estacionamento no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) de Itaipu, o desconto é de 50%.

São beneficiados os moradores dos seguintes municípios lindeiros: Capanema, Capitão Leônidas Marques, Céu Azul, Diamante do Oeste, Entre Rios do Oeste, Foz do Iguaçu, Guaíra, Itaipulândia, Lindoeste, Marechal Cândido Rondon, Matelândia, Medianeira, Mercedes, Missal, Pato Bragado, Ramilândia, Santa Helena, Santa Lúcia, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, São José das Palmeiras, São Miguel do Iguaçu, Serranópolis do Iguaçu, Terra Roxa, Vera Cruz do Oeste, todos no Paraná, além de Novo Mundo, no Mato Grosso do Sul.

Na região trinacional, são beneficiados com a gratuidade os moradores de Puerto Iguazu, Puerto Libertad, Puerto Esperanza e Wanda (todos na Argentina) e de Ciudad del Este, Presidente Franco, Minga Guazú e Hernandárias (no Paraguai).

Par ter o benefício, o morador deve apresentar comprovante de residência recente, acompanhado de documento com foto. Menores de 18 anos podem apresentar comprovante no nome dos pais.

Mais informações e reservas sobre os atrativos turísticos da usina podem ser obtidas pelo telefone do Turismo Itaipu (0800 645 4645) ou no site www.turismoitaipu.com.br.

Cataratas têm o melhor julho da história

As Cataratas do Iguaçu fecharam julho com 179.678 visitantes, 2,3% a mais do que em julho de 2015 (175.638). É o melhor resultado da história para o mês de julho. A queda de 2,3% no número de visitantes brasileiros foi compensada com o aumento do número de estrangeiros, principalmente argentinos, paraguaios e norte-americanos, segundo balanço feito pela Cataratas do Iguaçu S.A., que administra a visitação no Parque Nacional do Iguaçu.

Da Argentina, vieram 62.097 turistas, 10,3% a mais que em julho do ano passado (56.279). Do Paraguai, o crescimento percentual foi mais expressivo: 101%. Foram 4.376 visitantes no mês, ante 2.173 em 2015. Já o número de turistas dos Estados Unidos, que em julho de 2015 foi de 2.304 pessoas, saltou para 2.747 em julho deste ano, aumento de 19,2%.

A participação percentual dos turistas argentinos na visitação do Parque Nacional do Iguaçu subiu de 32% em julho do ano passado para 34,5% em julho deste ano. Além dos hotéis e dos atrativos de Foz do Iguaçu, os argentinos também movimentaram o comércio da cidade, onde os preços da maioria dos produtos equivalem até à metade do que pagam em seu país.

Cataratas argentinas

No Parque Nacional Iguazú, onde estão as Cataratas do lado argentino, o movimento também foi grande em julho, embora inferior ao do mesmo mês de 2015, que registrou recorde histórico. No total, o parque recebeu 165 mil visitantes, ou 5% a menos do que os 173.665 registrados em julho de 2015. Mesmo assim, foi o segundo melhor mês da história do parque argentino.

A maioria dos visitantes – cerca de 75% – era procedente do próprio país, principalmente da província de Buenos Aires. Os demais eram estrangeiros, com destaque para os países do Mercosul.

No Brasil

No lado brasileiro, os dez países com maior número de visitantes em julho foram, pela ordem: Brasil (88.682), Argentina (62.097), Paraguai (4.376), Estados Unidos (2.747), França (2.154), Alemanha (1.558), Uruguai (1.335), Inglaterra (1.291), Espanha (1.274) e Peru (1.106).

Em relação a julho de 2015, os Estados Unidos perderam a terceira posição para o Paraguai, mas suplantaram a França, enquanto o Chile perdeu a posição de um dos “dez mais”. Veja como foram os números em 2015: Brasil (90.814), Argentina (56.279), França (2.712), Estados Unidos (2.304), Uruguai (2.280), Paraguai (2.173), Inglaterra (1.558), Alemanha (1.471), Peru (1.324) e Chile (1.160).

Olimpíada

A expectativa para agosto e setembro, no Parque Nacional do Iguaçu, é de aumento no número de visitantes estrangeiros. Muitos turistas que vieram ou ainda virão ao Brasil para assistir à Olimpíada do Rio de Janeiro deverão aproveitar para esticar a estadia e conhecer outros destinos turísticos do País. E Foz do Iguaçu tem como chamariz de visitantes as Cataratas do Iguaçu, conhecidas no mundo inteiro por sua beleza e pelo título de uma das sete maravilhas da natureza.

De outro lado, porém, a própria Olimpíada deve provocar uma redução ainda maior na visitação de brasileiros. Somada, ainda, à redução de voos para Foz do Iguaçu, que diminuíram a facilidade de acesso ao destino.

Colaboração: Assessoria de imprensa