+ Cultura

22°
Máx
17°
Min

Gibiteca ganha mais espaço no Solar do Barão

(Foto: Cido Marques) - Gibiteca ganha mais espaço no Solar do Barão
(Foto: Cido Marques)

Uma nova proposta de ocupação do Solar do Barão vai garantir espaços mais adequados para a Gibiteca. A partir do próximo mês, ela ocupará o Solar da Baronesa, um dos prédios que compõem o conjunto arquitetônico e que atualmente abriga o Museu da Fotografia. O museu, por sua vez, passará a funcionar em outra edificação, o Bloco C, hoje destinado a atividades do Portal do Futuro Matriz, que nesse remanejamento será transferido para o espaço deixado pela Gibiteca.

 A mudança é benéfica para as três linguagens artísticas que têm seus espaços no complexo cultural do Solar do Barão: fotografia, gravura e ilustração. Cada uma dessas linguagens conta com áreas expositivas, de ateliês e para guarda de acervos, além da Sala Scabi, um dos auditórios mais antigos e importantes da Fundação Cultural de Curitiba.

 A transferência da Gibiteca atende a uma reivindicação da classe dos ilustradores, que em várias reuniões com a Fundação Cultural de Curitiba e nas conferências municipais vinham requisitando um espaço maior para as suas atividades. Em sua nova casa, a Gibiteca terá uma sala ampla para cursos e palestras, uma sala de exposições, área para guarda do acervo de 25 mil gibis, inclusive um espaço exclusivo para o acervo de raridades, além de uma“incubadora” – como os artistas que frequentam a Gibiteca estão chamando o espaço de produção onde poderão se reunir para produzir e trocar experiências sobre seus trabalhos.