Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Dor lombar: qual a melhor forma de tratamento? (Parte 2)

- Dor lombar: qual a melhor forma de tratamento? (Parte 2)

Nas últimas três décadas o entendimento sobre a dor lombar evoluiu de forma significativa e pesquisadores de mais de 12 países afirmam que medicamentos e cirurgia devem ser os últimos recursosoferecidos ao paciente com dor lombar.

Fisioterapia

Educação

O fisioterapeuta, ou outro profissional de saúde, deve oferecer aos pacientes informações adequadas que o ajude a entender o seu problema, seja esse a dor lombar não específica, sem causa definida, ou a dor radicular, que tem o envolvimento de raízes nervosas, como, por exemplo, a dor no nervo ciático. É extremamente importante que o profissional ao fornecer essas informações não potencialize o problema do paciente, gerando mais medo, incapacidade e com isso intensificando a dor.

Terapia manual

A fisioterapia dispõe de muitos recursos manuais para intervir no paciente com dor lombaraguda e crônica com o objetivo de aliviar a dor, restabelecer o movimento articular e relaxar a musculatura. Dentre as principais intervenções destacamos: a manipulação vertebral, que é um movimento rápido da articulação que geralmente produz um estalo; a mobilização articular: movimentos contínuos da articulação; a mobilização neural , técnica específica para tratar a irritabilidade dos tecidos nervosos, em especial os nervos; massagem e técnicas miofasciais para tratar os músculos, entre outras.

Exercícios terapêuticos

Os exercícios com finalidade terapêutica e específicos à necessidade de cada paciente são extremamente importantes para os pacientes crônicos, pois além de fortalecer grupos musculares importantes, como os estabilizadores da coluna, são benéficos às articulações e nervos. Os exercícios também ativam no cérebro a produção de analgésicos naturais, permitindo um melhor controle da dor. O fisioterapeuta também deve expor gradativamente o pacientes aos movimentos que ele tem medo de fazer, permitindo que progressivamente a função de sua coluna seja totalmente reabilitada.

Tratamento psicológico

Intervenções psicológicas para manejo da dor, alívio do estresse e para ensinar o paciente a lidar com as questões emocionais relacionadas, principalmente, à dor crônica também são uma opção eficaz de tratamento. Um exemplo é a terapia cognitiva comportamental.

Terapias complementares

Muitos estudos têm demonstrado bons resultados para o alívio da dor com a aplicaçãoda acupuntura e prática do Yoga e Tai Chi.A hipnose também tem se mostrado como uma terapia promissora no alívio da dor em pacientes crônicos.

Somente quando os tratamentos conservadores não geram resultados e os sintomas dos pacientes não melhoram ao longo do tempo é que devem ser considerados com prudência a realização dos exames de imagem, o tratamento farmacológico e a indicação cirúrgica.

Mesmo nas radiculopatiasagudas , quando na dor lombar há o envolvimento das raízes nervosas (ex: ciático), não há ainda evidências científicas que afirmem que o tratamento deva seguir recomendações diferentes das apresentadas acima.