Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Inovação sempre precisa de uma nova tecnologia?

- Inovação sempre precisa de uma nova tecnologia?

Um dos maiores objetivos aqui no blog é desmistificar a inovação e empreendedorismo mostrando que colocar em prática é mais simples do que parece. Um dos mitos sobre inovação que quero discutir hoje é a percepção de que para inovar precisamos necessariamente de 2 fatores: investimento e alguma nova tecnologia.

Inovar é resolver um velho problema de uma maneira nova gerando resultados melhores do que os que existiam antes, por isso sempre batemos na tecla de que inovar não é ter uma grande ideia, mas colocar uma ideia viável em prática e colher bons frutos. Usualmente, quando encontramos uma notícia sobre uma empresa inovadora, o texto traz o montante investido e qual nova tecnologia foi empregada. 

Em nossos negócios (na maioria pequenas e médias empresas aqui no Brasil) temos muito espaço para buscar inovações sem isso e, assim, tirar o bloqueio de muitos empresários que afirmam não conseguirem inovar porque estão com o resultado apertado ou porque pouco entendem de tecnologia.

As maiores oportunidades estão em 2 pontos: a jornada do usuário e nos processos internos. Para descobrir oportunidades de melhoria da jornada do usuário que é desde de quando ele descobre nossa empresa/produto até o pós-atendimento, temos 2 maneiras de buscar evoluções, a primeira é ouvindo tanto quanto possível o cliente e suas sugestões e a segunda e ainda mais poderosa é ser cliente. Quanto mais uma empresa cresce, menos os gestores sabem o que acontece no atendimento e por isso não sofrem as pequenas burocracias ou o mal atendimento da linha de frente. Vale lembrar que poucos clientes reclamam, a maior parte simplesmente troca de fornecedor quando insatisfeito. A dica é: seja seu próprio cliente. De tempos em tempos, use seus próprios serviços, comece uma compra do zero e observe que sempre é possível reduzir etapas, ganhar agilidade e na maior parte das vezes sem ter que adotar nenhum software novo, apenas otimizando recursos existentes. 

Será que precisamos entregar uma ficha para que o cliente pague a conta? Será que o formulário que exigimos não é longo demais? Esse tipo de pergunta faz o cliente enfrentar menos barreiras e otimiza seus recursos.

A mesma lógica vale para os processos internos, olhamos para este lado apenas quando as crises surgem para aí concluir que era possível fazer mais com mesmo. Precisamos de vigilância constante, de um questionamento produtivo e o envolvimento ativo das equipes com a postura de ‘’como este setor poderia ser caso estivéssemos partindo do zero e sem vícios?’’. Inovar seu negócio é uma tarefa diária, um esforço disciplinado e constante de perguntas, criação de novas soluções, testes e amadurecimento para então questionar novamente.

Boas perguntas e um arranjo mais eficiente não demandam dinheiro, tecnologia e são o caminho mais simples e efetivo especialmente em tempos de turbulência na economia.

Até a próxima!

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo