Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

DHPP elucida morte de cabeleireiro e prende dois

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa agiu rápido e prendeu duas pessoas que teriam participado da morte do cabeleireiro José Carlos de Oliveira Mota, 57 anos.  

O crime aconteceu na última quarta-feira (03) em um apartamento na Rua Emiliano Perneta no centro de Curitiba.

De acordo com informações repassadas pelo delegado titular Cartaxo, a vítima teria sido morta por volta do meio dia. Na parte da tarde houve uma discussão dentro do imóvel entre o autor do crime e uma mulher que seria amiga do autor.

Durante a tarde Douglas, Márcio e Magali que estavam no imóvel após a morte do cabeleireiro, levaram diversos bens da vítima inclusive um aparelho de som.
Imagens de câmera de segurança registraram o trio carregando os bens da vítima pelo centro da cidade.

Logo após o atendimento do local de crime a equipe da 1° Delegacia de Homicídios iniciou diligências buscando identificar e localizar os autores do crime. A equipe recebeu informações sobre a localização de um dos autores no final da noite e encontraram Douglas que foi preso em flagrante por volta de meia noite de quinta-feira (04) na Praça Santos Andrade. Com ele foram encontradas roupas da vítima,  um punhal e uma passagem de ônibus para São Paulo.

Ainda de acordo com o delegado a vítima e os autores se conheciam.  Ainda não foi possível apurar o que teria motivado a discussão e luta corporal que acabou na morte da vítima.

O trio poderá responder por latrocínio.

Um detalhe que chamou a atenção é que Douglas teria retornado ao imóvel para intimidar o porteiro para que ele não falasse nada. Ele teria utilizado a frase "Vai Bolsonaro" que seria uma frase utilizada entre eles como um código.
O delegado descarta que seja um crime homofóbico.

A polícia ainda está a procura de um dos participantes do crime vulgo Pulga que segue foragido.

Márcio Fogaça da Silva, vulgo Pulga segue foragido.Márcio Fogaça da Silva, vulgo Pulga segue foragido. 

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo