Lead ou Pessoas?

Por Gabriel Pianaro de Souza

Claro não vamos ser radicais, a logo serve para muita coisa, mas sozinha não representa nada. Uma marca necessita de muito mais do que isso. Muitos empresários, quando decidem a abrir suas empresas, escolhem o nome e saem construindo uma logo e neste momento que cometem o primeiro erro.

Primeiro passo para a construção de uma marca é a sua essência, seu propósito de existir e ter isso bem definido será um diferencial para o mercado, pois hoje o consumidor está cada dia mais exigente e deseja se conectar com empresas que estejam alinhadas com o seu propósito.

O composto de uma marca passa por três processos que poderão sim ser determinantes para o sucesso ou não da sua empresa.

1) Branding:  Conjunto de estratégias e elementos da gestão voltados para a consolidação e crescimento da marca.

2) Marca: Logotipo gráfico da empresa a marca é tudo aquilo que representa a empresa.

3) Identidade visual: É o conjunto de todos os aspectos visuais

Só que hoje o foco não é a construção de marca, esta etapa já detalhei para vocês no dia 6 de outubro de 2022.

Objetivo desta semana é falarmos sobre a sua estratégia de marketing e entender se ela está pensada para o resultado macro da sua empresa ou atrelada apenas ao resultado comercial, ou geração de leads.

Com o advento da internet e das ações de marketing digital, ficou muito fácil de acompanhar os investimentos de campanhas para geração do Retorno sobre investimento (ROI). Antes, as campanhas off em televisão e rádio eram muito difíceis de mensuração ou quase impossível. Então se gastava horrores e não se sabia o resultado.

Bom, hoje quase tudo se mede, inclusive as ações de trade marketing que falaremos na próxima semana.

Marketing é só isso, medir retorno sobre o investimento?

Nesta semana quero deixar um alerta para as diversas empresas que hoje atuam com uma estratégia de marketing com um único propósito: o de captar leads e melhorar o posicionamento de SEO com o mesmo objetivo.

Este caminho pode gerar receita muito rápido, só que este cliente novo está vindo apenas por uma oportunidade e não pela sua empresa, marca e o que você realmente pode entregar para ele. Muito cuidado, só isso não basta.

Deixo aqui algo para pensar. Você vê Coca Cola, Apple, IBM, McDonald’s, Mercedez Bens ou o próprio Google realizando ações de captação de leads?

Eles fazem branding, que é o que torna uma marca forte e que atrai clientes que estão buscando seu produto ou serviço pelo que ele vale e não apenas por uma oportunidade.

Não estou dizendo que não deve realizar campanhas de captação de leads, só que eu gostaria que pensasse num marketing voltado às pessoas.

Lembra do primeiro passo citado no início deste artigo? É disto que estou falando. Você precisa comunicar e contar sobre o seu propósito e a sua essência para pessoas. São pessoas que conversamos diariamente independentemente se seu negócio é B2C ou B2B. Leads são só leads, eles vêm e vão para todo mundo. Agora quando a pessoa procura seu negócio por entender e compreender o que faz e o porquê você o faz, só vai embora se você cometer um erro muito grave no seu atendimento.

Sucesso na sua empreitada.

Sobre o autor

Gabriel Pianaro de Souza (@gabrieldesouzamkt) é palestrante, consultor, mentor e gestor de marketing. Graduado em Marketing com mais de 24 anos de experiência, pós-graduado em Gestão Empresarial. Head Of Marketing na Nexcore Conversas Conectadas, colunista do portal Massa News, Conselheiro no Núcleo Futuro e Tendências da ADVB/PR, Mentor do projeto Xperts Global Comunity – Comunidade global de especialistas em cultura de inovação, tecnologia, marketing, design e empreendedorismo e Consultor Sebrae no projeto UP Digital.