A assassina que virou vingadora: “Viúva Negra” finalmente assume protagonismo no cinema

Por Rollo Ross

LOS ANGELES (Reuters) – Após inúmeros atrasos devido à pandemia, a Viúva Negra finalmente assume o centro das atenções em seu novo filme, que investiga o passado da personagem dos Vingadores interpretada por Scarlett Johansson, com estreia na sexta-feira.

A atriz retoma o papel pela nona vez no Universo Cinematográfico da Marvel, embora a Viúva Negra tenha morrido no blockbuster “Vingadores: Ultimato”, de 2019.

O novo filme “Viúva Negra” estará disponível nos cinemas e no serviço de streaming Disney+, da Walt Disney Co. Anteriormente, ele estava programado para estrear exclusivamente nos cinemas, em maio de 2020.

A obra relata acontecimentos anteriores e é ambientada após os eventos de “Capitão América: Guerra Civil”, de 2016. O filme acompanha a ex-assassina Natasha Romanoff enquanto ela foge de agentes do governo.

Johansson disse que esta provavelmente será a última vez que ela interpretará a personagem.

“Acho que é sempre bom sair com uma nota alta”, disse a atriz em entrevista. “Você tem que libertá-la. Faz parte da jornada quando você sabe que chegou ao fim.”

David Harbor, ator de “Stranger Things”, interpreta o pai de Romanoff e Rachel Weisz co-estrela como a mãe. Florence Pugh interpreta sua irmã, Yelena, que por vezes zomba da Viúva Negra e seus companheiros Vingadores.

“Espero ter feito as pessoas rirem”, disse Pugh. “A franqueza de eu ser escandalosamente rude com Natasha pode ter sido engraçado, mas eu definitivamente sorri quando toda a família se envolveu. Todos eles compartilhavam o mesmo senso de humor e ritmo. Isso foi simplesmente perfeito.”

Harbor interpreta um super-herói atípico que está fora de forma e luta para caber em seu traje de super-herói.

(Por Rollo Ross)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH650ZF-BASEIMAGE