Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Casa Cor: Arquiteta traz arte e minimalismo para Sala de Jantar

(Foto: Rodrigo Ramirez) - Casa Cor: Arquiteta traz arte e minimalismo para Sala de Jantar
(Foto: Rodrigo Ramirez)

Pelo quinto ano consecutivo Janaina Macedo mostra seu estilo único na Casa Cor Paraná. Com a característica de trazer ambientes luxuosos, sempre com elementos nobres em suas composições, com a Sala de Jantar não seria diferente. Este ano a profissional mostra o contraste entre o antigo e o contemporâneo, em um espaço minimalista que preserva as características originais da casa e chama a atenção para as obras de arte dos consagrados artistas Siron Franco e Eleutherio Netto, que trazem cor ao dining.

“Fazia tempo que a Casa Cor não acontecia em uma casa de verdade e isso engrandeceu o meu projeto. Tive a oportunidade de conhecer o proprietário do imóvel, que me contou os detalhes da construção, e sua enorme paixão me envolveu. Procurei manter as características originais da edificação, como o piso de madeira e o forro espelhado, valorizando também os janelões em cerejeira com cristais bisotados”, comenta Janaina Macedo, que é formada em Engenharia Civil com especialização em Arquitetura.

(Foto: Fabio Palombino / Pati Fabio Fotografia)(Foto: Fabio Palombino / Pati Fabio Fotografia)

Essa base inspirou o projeto que trouxe alma contemporânea para o cômodo de 35 m² da casa de estilo neoportuguês, datada de 1979. Para compor o espaço, Janaina escolheu a cadeira Oscar que contracena com a mesa de 10 lugares. A clássica cadeira assinada por Sérgio Rodrigues foi concebida na década de 50, mas possui design atemporal. O buffet segue também o estilo das cadeiras em palha e madeira. Essa combinação traz um pouco de nostalgia e nos remete aos lares das décadas passadas, sem perder a contemporaneidade.

“Acredito que um ambiente tem que ter memória. Não basta o projeto ser bonito e funcional, tem que ter pessoalidade, contar um pouco da história de quem vive ali. Por isso nunca abro mão de peças que tenham significado para a família”, comenta. E falando em história, a herança milenar chinesa aparece no armário entalhado em dourado que serve de cristaleira e descanso para vinhos.

Tendência da Carbonização

O coração de qualquer sala de jantar é, sem dúvidas, a mesa. No dining de Janaina, ela é a estrela. Desenhada pela profissional, o tampo de madeira de Pequiá, proveniente de manejo sustentável com certificação internacional, traz uma técnica ancestral japonesa, a de carbonização. Conhecida pelo nome de Shou Sugi Ban, a queima da madeira aumenta a proteção contra os efeitos da umidade e insetos, além de apresentar forte apelo estético. A mesa tem quatro metros e comporta 10 pessoas.

(Foto: Rodrigo Ramirez) (Foto: Rodrigo Ramirez)

“A técnica marcou presença nesta edição do Isaloni, em Milão. Não há dúvidas que a carbonização é uma forte tendência e estará presente em vários projetos nos próximos anos”.

Artes de Siron Franco e Eleutherio Netto trazem cor ao espaço

O grande destaque do ambiente está na parede. A tela de 1,55 por 1,35 metros, chamada “O Primeiro Laço” do conceituadíssimo artista plástico Siron Franco, compõe a decoração. “Essa tela traz o primeiro desenho do homem da caverna e é um simbolismo disso. É gráfica e também pictórica, com massas de cor e pontos. Uma tela para se ver, as palavras não têm lugar aqui”, comenta o artista goiano, reconhecido internacionalmente.

No canto da sala, a imponente escultura em madeira natural resgatada do fundo de um rio, de Eleutherio Netto, é toda pigmentada com Lápis-Lazúli, rocha utilizada há milênios na Índia como gema. A cor, conhecida como azul de Yves Klein, traz ousadia à Sala de Jantar.

Nas paredes também estão os revestimentos naturais. De um lado o painel em couro e atrás da cristaleira uma peça de granito exótico Roma Imperiale com acabamento orgânico, dando continuidade à linha de arcos que a estrutura da casa apresenta. Para finalizar, o maxi lustre é uma releitura do clássico candelabro, com 1,15 metros de diâmetro, em metal dourado.

Serviço

Casa Cor Paraná 2018
Período
: De 12 de maio a 01 de Julho de 2018
Local : Rua Sergio Pereira da Silva, 10 – Pilarzinho, Curitiba/PR.
Ambiente: Sala de Jantar.
Horário de visitação:

Terça a sexta-feira das 15h às 21h

Sábado e Feriados das 13h às 21h

Domingo das 13h às 19h