Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Fotógrafa curitibana abre exposição permanente sobre parto humanizado

Fotógrafa curitibana abre exposição permanente sobre parto humanizado

É possível ter um parto humanizado no SUS? Motivada por essa pergunta, a fotógrafa e jornalista Luciana Zenti mergulhou, durante seis meses, no dia a dia da Maternidade Bairro Novo, em Curitiba. A maternidade tem se dedicado nos últimos anos à humanização do parto e é hoje referência nacional. Com curiosidade de jornalista e olhar de fotógrafa, Luciana registrou o universo que existe lá dentro. Assim nasceu o Parto Delas, projeto fotográfico que retrata o parto humanizado no SUS.

“A ideia era fotografar mulheres que têm acesso ao parto humanizado na rede pública de saúde e que são invisíveis para grande parte da população”, conta. “As imagens têm o poder de tocar as pessoas e disseminar essa mensagem do parto com respeito. Acredito que o projeto faz uma importante contribuição social. Ajuda a inspirar outras maternidades para que esses bons exemplos sejam replicados e, de certa forma, são um instrumento para sensibilizar nossos governantes.”, explica. “As fotos são a porta de entrada para um rico debate. Estamos trazendo um olhar para os direitos fundamentais da mulher. E isso passa pela qualidade de atendimento ao parto que está sendo oferecido a essa massa de mulheres que é atendida todos os dias no SUS.”

O resultado desse trabalho pode ser visto a partir desta sexta-feira (05/10) na Maternidade Bairro Novo, em Curitiba. A exposição é permanente e aberta ao público. As imagens também podem ser vistas no site da fotógrafa.

A semente voou

A primeira mostra do Parto Delas foi realizada em 2016, na Maternidade Bairro Novo. Em poucas semanas o trabalho ganhou repercussão nacional. Alguns meses depois, Luciana foi convidada a expor no Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS) em comemoração ao mês da mulher. De lá, a exposição não parou mais. Em apenas dois anos, cinco montagens foram feitas.

“Não tínhamos, na primeira mostra, a pretensão de fazer uma grande divulgação das imagens. Nas verdade, a ideia era trabalhar no projeto durante dois anos antes da primeira exposição. Mas, a pedido da gerência e da direção da maternidade, que receberia, no final de 2016, a visita de prossisionais que são referência mundial em atendimento ao parto, decidimos fazer uma pequena mostra”, conta.

Em poucas semanas o trabalho ganhou repercussão nacional, sendo tema de reportagens de vários veículos. Nas redes sociais, o vídeo de divulgação da mostra viralizou, tendo mais de 400 compartilhamentos orgânicos em uma semana. “O vídeo fazia a mesma pergunta que me motivou a fazer o projeto: seria possível ter um parto humanizado no SUS? O engajamento foi imediato. Profissionais e, em sua maioria as mulheres, ficaram sensibilizadas com o tema. Diziam que sim, era possível, e passaram a compartilhar as imagens”, diz. “Nunca imaginei que o trabalho fosse despertar tanto interesse da população. Mas hoje entendo que essa era uma lacuna no ativismo do parto humanizado que precisava ser preenchida. É preciso que as pessoas saibam que há um SUS que dá certo e que por trás disso estão profissionais que estão promovendo uma mudança muito significativa nos padrões de atendimento obstétrico em nossos país”, destaca. “Percebi que não eram apenas as mulheres que têm seus filhos na rede pública que são invisíveis. Os profissionais também são. Muitas pessoas nunca ouviram falar em partos atendidos por enfermeiras e enfermeiros obstétricos, que é uma realidade não apenas na Maternidade Bairro Novo, nas nas redes públicas de saúde de países que são referência em parto humanizado”, diz. “Agora é hora das imagens do Parto Delas voltarem para a sua casa, que é a Maternidade Bairro Novo. Desejo que cada pessoa que passar por ali seja inspirada a acreditar que, sim, é possível ter um parto humanizado no SUS”, finaliza.

Sobre Luciana Zenti

Fotógrafa, jornalista e doula. Em 2017, foi vencedora do concurso internacional de fotografia de parto Elevate Image Competition, realizado nos Estados Unidos. Além do primeiro lugar na categoria Trabalho de Parto, recebeu uma distinção pela foto premiada. Em 2018, foi premiada no Outstanding Maternity Awards. No Brasil, participou de cinco exposições individuais e quatro coletivas. É idealizadora do projeto fotográfico Parto Delas, que retrata o parto humanizado no SUS. Faz parte do Portal Hora Dourada, uma rede nacional de fotógrafos de parto que tem o compromisso de disseminar informação de qualidade a respeito do parto humanizado. É também membro da Associação Internacional de Fotógrafos de Parto Profissionais (IAPBP). Desde 2017, integra o Nascer em Foco, único grupo de fotografas e videomakers especializadas em parto em Curitiba.

Serviço

Exposição Parto Delas

Local: Maternidade Bairro Novo. Rua Jussara, 2234. Sítio Cercado. Curitiba (PR).

Quando: Exposição permanente. A partir de 05/10/2018 (sexta-feira)

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo