Cine Passeio entra na era da realidade virtual e exibirá filmes em 3D

O cinema de curadoria do Cine Passeio agora também poderá ser assistido em 3D. A inovação, que coloca o cinema da Prefeitura de Curitiba em igualdade com as atuais tecnologias do mercado exibidor, estreia nesta quinta-feira (22/9) com o filme Avatar, sucesso do diretor James Cameron e que inaugurou um novo padrão de experiência cinematográfica com uso de tecnologia.

O longa de 2009 voltará às salas de cinema em clima de “esquenta” para a estreia de Avatar: O Caminho da Água, sequência que deve chegar no Brasil na metade de dezembro.

A saga épica, vencedora de três Oscar, e que na época mexeu com o imaginário de milhares de pessoas ao redor do mundo, retorna por um período de 15 dias, em versão 4K, a mais alta definição de imagem na telona. 

No Cine Passeio, Avatar será exibido às 19h, na Sala Ritz, preparada para os filmes em 3D. Os ingressos (R$ 18, terças e quartas, e R$ 20, de quinta à domingo) podem ser adquiridos na plataforma Ingresso.com

Prêmio 

O investimento em realidade virtual na telona no cinema público de Curitiba foi feito com o Prêmio Human City Design 2021, em que o Cine Passeio recebeu menção honrosa.

O prêmio do Governo Metropolitano de Seul (Coreia do Sul) foi recebido pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), responsável pelo projeto do Cine Passeio com a Fundação Cultural de Curitiba. O Ippuc também foi responsável pela inscrição no concurso.

A supervisora do Cine Passeio, Juliana Pedrozo, garante que a chegada da nova tecnologia não vai interferir na qualidade da programação do espaço, reconhecida como uma das melhores do país.

“A Prefeitura equipou o Cine Passeio com o que existe de mais moderno em projeção de imagem e de som e agora a exibição em 3D vem como mais uma possibilidade de ampliar as experiências de cinema para público”, destaca Juliana.

Para quem acha que a tecnologia poderá deixar o Cine Passeio com uma programação muito comercial, Juliana lembra que o último longa-metragem do francês Jean-Luc Godard, influente cineasta da Nouvelle Vague, falecido semana passada, foi rodado em 3D. “Abrir mão da tecnologia é limitar as possibilidades para o público e o Cine Passeio saberá dosar a inovação com qualidade curatorial”, diz.

No último ano, a tecnologia foi responsável por resgatar dezenas de grandes clássicos que voltaram às telonas em versão digital, como Deus e o Diabo na Terra do Sol (Glauber Rocha, 1964) e O Poderoso Chefão (Francis Ford Coppola, 1972).

As informações são da Prefeitura de Curitiba.