Academia de cinema inicia processo sobre Will Smith por tapa no Oscar

LOS ANGELES (Reuters) – A academia de cinema de Hollywood informou nesta quarta-feira que iniciou um processo que pode levar a uma punição contra o vencedor de melhor ator Will Smith por ter dado um tapa no comediante Chris Rock no palco da cerimônia do Oscar no domingo.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas também disse que Smith foi convidado a sair após o incidente, mas recusou.

“As coisas se desenrolaram de uma maneira que não poderíamos ter previsto”, afirmou a academia em um comunicado. “Também reconhecemos que poderíamos ter lidado com a situação de forma diferente.”

O grupo disse que medidas podem ser tomadas em sua próxima reunião do conselho em 18 de abril. Isso pode incluir “suspensão, expulsão ou outras sanções”, segundo o comunicado.

Durante a transmissão ao vivo do Oscar, Smith subiu ao palco depois que Rock fez uma piada sobre a aparência da esposa de Smith, e deu um tapa no rosto do comediante. O ator voltou ao seu lugar e duas vezes gritou palavrões para Rock.

Rock recuperou a compostura e anunciou o vencedor de melhor documentário, “Summer of Soul”, de Questlove.

Nesta quarta-feira, as co-apresentadoras do Oscar Amy Schumer e Wanda Sykes disseram que estavam traumatizadas com o rumo dos acontecimentos na principal premiação da indústria cinematográfica.

Menos de uma hora depois do tapa em Rock, Smith ganhou o prêmio de melhor ator por seu papel em “King Richard: Criando Campeãs” como o pai das tenistas Venus e Serena Williams. Ele fez um discurso de aceitação em lágrimas no qual se desculpou com a academia e seus colegas indicados, mas não com Rock.

Smith pediu desculpas a Rock e outros em um comunicado na segunda-feira, dizendo que “reagiu emocionalmente” à piada sobre sua esposa, atriz e apresentadora de talk show Jada Pinkett Smith.