“Encanto”, da Disney, celebra diversidade da Colômbia, diz músico Carlos Vives

BOGOTÁ (Reuters) – “Encanto”, a nova animação da Walt Disney, celebra a diversidade, o povo e a música da Colômbia e envia uma mensagem sobre a superação de desafios, disse o cantor e compositor Carlos Vives.

O filme ajuda a restaurar a imagem da Colômbia, normalmente associada em Hollywood com o tráfico de drogas e a violência, disse Vives, que interpreta a canção-título.

“(Encanto) tem a magia das animações da Disney, que sempre tentam resgatar os valores humanos da diversidade e da riqueza de nosso povo. É uma abordagem da alma colombiana, que é ligada à música, com senso de humor”, disse Vives à Reuters na quarta-feira.

“É uma história que, acho, nos deixa uma mensagem muito boa”, disse o ganhador de dois Grammys e 11 Grammys latinos.

A canção-título do filme, que deve ser lançada no final deste mês, é “Colombia, mi encanto”.

“Encanto” conta a história da família Madrigal, que tem poderes especiais e mora em uma casa mágica de Encanto, uma cidade escondida nas montanhas da Colômbia.

Todos os meninos e todas as meninas da família têm dons únicos, exceto Mirabel, mas quando ela descobre que a magia de Encanto está ameaçada, cabe a ela salvar seu lar e seus familiares.

“Ele mostra que todos nós trazemos algo importante para esta vida, que todos termos um talento, dom ou encanto especial e que às vezes a vida tem momentos difíceis, mas que o bem nas pessoas sempre vence no final”, disse Vives.