Ator Kevin Spacey se declara inocente de acusações de crimes sexuais

O ator vencedor do Oscar Kevin Spacey será julgado em Londres no ano que vem depois de se declarar inocente, nesta quinta-feira, de acusações de crimes sexuais que datam de quase 20 anos atrás.

Spacey é acusado de cinco crimes no Reino Unido: quatro acusações de agressão sexual por toque e uma acusação mais grave de fazer uma pessoa se envolver em atividade sexual com penetração sem consentimento. Os promotores dizem que Spacey forçou um homem a fazer sexo oral.

O ator e produtor norte-americano, de 62 anos, disse ser inocente quando cada uma das acusações foi feita diretamente a ele no tribunal criminal central de Old Bailey, em Londres.

Usando óculos e um terno azul claro, ele sentou-se impassível no banco dos réus durante a audiência de 20 minutos, quando a data do julgamento foi marcada para 6 de junho do próximo ano.

“Obrigado, meu Senhor”, afirmou ele ao juiz no final da audiência. Ele recebeu direito a pagamento de fiança para permanecer em liberdade.

Se considerado culpado de agressão sexual, Spacey pode enfrentar uma sentença de seis meses de prisão ou uma multa ilimitada, enquanto o crime mais grave acarreta uma pena máxima de prisão perpétua.

A polícia disse que as supostas agressões ocorreram entre março de 2005 e abril de 2013, sendo quatro na capital britânica e uma em Gloucestershire, no oeste da Inglaterra. Elas envolveram um homem que agora está na casa dos 40 anos e dois homens agora na casa dos 30.

Antes um dos maiores astros de Hollywood, Spacey, que ganhou Oscar de melhor ator por “Beleza Americana” e de melhor ator coadjuvante por “Os Suspeitos”, praticamente desapareceu da vista do público desde que foi acusado pela primeira vez de má conduta sexual há cinco anos.