Cantor Erasmo Carlos venceu Grammy Latino há cinco dias

Morreu nesta terça-feira (22) o cantor e compositor Erasmo Carlos, aos 81 anos. Há cinco dias, ele ganhava o Grammy Latino por Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa com o álbum “O Futuro Pertence À … Jovem Guarda”.

Lançado em fevereiro de 2022, pela Som Livre, o disco reúne oito canções lançadas entre 1964 e 1966, mas até então inéditas na voz do cantor. Considerado “audacioso”, o projeto, idealizado por Léo Esteves, Marcus Preto e Pupillo, teve a turnê internacional interrompida depois que Erasmo apresentou problemas de saúde e precisou dar entrada no Hospital D’Or, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em 17 de outubro, onde ficou internado por duas semanas. 

Sem poder comparecer à cerimônia da premiação, que aconteceu em Las Vegas, na última sexta-feira (18), Erasmo usou as redes sociais para agradecer o reconhecimento. Em mensagem compartilhada em seu perfil oficial, ele afirmou existir várias formas de amor e que precisava de todas. 

“É tão importante entender o conceito, quanto ouvir a música. Existem várias formas de amor, e eu preciso de todas. Obrigado a todos que contribuíram para mais essa vitória, esse Grammy é o reconhecimento do nosso trabalho. O Futuro Pertence à Jovem Guarda!!!!!! “, escreveu. 

O artista já havia sido agraciado com um Grammy, em 2018, pela Excelência Musical. Em 2014, ganhou na categoria Melhor Álbum de Rock com Gigante Gentil, produzido por Alexandre Kassin, e lançado em setembro de 2014. 

Informações de SBT News