Júri decide que Amber Heard difamou Johnny Depp e estabelece pagamento de US$15 milhões

O júri de um tribunal da Virgínia decidiu nesta quarta-feira que a atriz Amber Heard difamou seu ex-marido Johnny Depp e estabeleceu um pagamento de 15 milhões de dólares ao ator como indenização, após um julgamento de seis semanas amplamente assistido que contou com depoimentos e evidências explícitas detalhando o relacionamento tenso do ex-casal de Hollywood.

Depp, astro de “Piratas do Caribe”, de 58 anos, processou Heard com pedido de 50 milhões de dólares e argumentou que ela o difamou quando se chamou de “uma figura pública que representa abuso doméstico” em um artigo de opinião publicado em um jornal.

Heard, de 36 anos, processou Depp de volta, pedindo 100 milhões de dólares, dizendo que Depp a difamou quando seu advogado chamou suas acusações de “farsa”.

Depp nega ter batido em Heard ou em qualquer mulher, e disse que foi ela quem se tornou violenta em seu relacionamento.