Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Cultivo de ostras atrai turistas e movimenta economia no litoral do Paraná

Cultivo de ostras atrai turistas e movimenta economia no litoral

Quem sai da praia de Caiobá, em Matinhos, em direção a Guaratuba não precisa fazer a travessia com ferry boat para se encantar com belezas naturais e boa gastronomia. É possível conhecer restaurantes de qualidade e apreciar a natureza da região pela Estrada do Cabaraquara, caminho que leva a estabelecimentos especializados em frutos do mar.

A região é reconhecida, por exemplo, pelo cultivo de ostras, feito em uma área de preservação ambiental. 

“Isso só é possível por meio da sustentabilidade. A gente não precisa colocar ração ou insumos, por exemplo”, diz Nereu Oliveira, que deixou a atuação diária como advogado e hoje é um dos maricultores do local.

Segundo ele, há duas associações que concentram responsáveis pela produção, a qual gera cerca de quatro a seis mil dúzias de ostras por ano. A Aguamar – Associação Guaratubana de Maricultores, da qual Oliveira faz parte, tem 17 associados que trabalham em uma área pioneira na legalização para o cultivo. Nove pessoas atuam diretamente no trabalho. 

A grande quantidade de moluscos retirada das águas faz com que restaurantes do Cabaraquara proporcionem experiências gastronômicas diferenciadas aos turistas. Yohanna Rossi Senna, natural de Brasília, conheceu o Bistro Vivere Parvo pela primeira vez e se encantou. “Eu gostei bastante do visual, da estrutura da casa, dos animais e da comida. Os pratos ficam prontos rapidamente e são muito bem-servidos”, elogia.

Valentina, de 7 anos, aproveitou a piscina de água natural no Bistrô (Foto: Rodrigo Sigmura / Massa News)Valentina, de 7 anos, aproveitou a piscina de água natural no Bistrô Vivere Parvo (Foto: Rodrigo Sigmura / Massa News) 

Valentina Barbaroto Zanoni, de 7 anos, afirma que esse é seu restaurante preferido. Ela pôde aproveitar a piscina de água natural do estabelecimento. “Ano passado eu vim com a minha família para cá e eu adoro vir aqui. Meu prato preferido é a porção de peixe”, conta ela.

Troca de um computador pelo terreno

Segundo Marcelo Ferraz Monteiro, dono do bistrô, a história começou com a chegada de sua família vinda de Brasília. Em 1992, seu pai, que era programador e artesão, trocou um computador pela área que hoje corresponde ao negócio. Atualmente, são servidos diversos pratos principais, bebidas e sobremesas, mas o carro-chefe do Vivere Parvo é a ostra, que pode ser apreciada diante de uma vista ampla da Baía de Guaratuba.

(Foto: Rodrigo Sigmura / Massa News)(Foto: Rodrigo Sigmura / Massa News) 

“Essa é uma área de preservação ambiental. Por isso, hoje só podemos fazer a manutenção do que já foi construído. Aqui nós temos um salão, piscina, mirante, estufa, áreas de descanso com redes e salão de jogos”, explica Monteiro, que disse já ter recebido clientes vindos da Alemanha, Suíça, França, Paraguai e Argentina. 

No local, também é possível admirar a fauna e encontrar lagartos, diversas espécies de passarinhos, macacos-prego, esquilos e coelhos. 

(Foto: Rodrigo Sigmura / Massa News)(Foto: Rodrigo Sigmura / Massa News) 

O Bistro Vivere Parvo fica localizado no chamado "Caminho das Ostras", na Estrada do Cabaraquara, em Guaratuba. 

Serviço

Bistrô Vivere Parvo

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo, das 12h às 19h

Aceita reservas

Contato: (41) 99785-5342

Colaboração Rodrigo Sigmura

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo