Quatro dicas para usar os queimadores do fogão a seu favor no preparo de receitas

Seja você um chef profissional ou apenas um aventureiro que ama cozinhar, uma coisa é unânime: a qualidade do fogão é imprescindível. Quem cozinha sabe que queimadores potentes fazem toda a diferença no preparo das receitas. De acordo com Claudio Roberto Fernandes de Assis, gerente de Desenvolvimento de Produto da Mueller Fogões, o maior objetivo da diversidade dos queimadores é atender as variações de medidas das panelas. “Cada queimador é projetado para um tamanho de panela e para que proporcione um melhor desempenho, sempre prezando pela máxima segurança do consumidor”, explica.

Além de serem rígidos requisitos estabelecidos pelo Inmetro que os fabricantes de fogões precisam seguir, as variações de tamanhos dos queimadores também influenciam diretamente em seu desempenho e, para ter o aproveitamento máximo de calor para o cozimento dos alimentos, é necessário considerar o uso correto das panelas. “É importante sempre observar como a chama do queimador está incidindo na panela. O modo certo é que esteja na parte inferior. Por exemplo: quando você for usar um queimador maior para uma panela menor, a probabilidade da chama incidir na lateral é grande, fazendo com que haja uma perda de calor irradiado sobre a panela, gerando desperdício de gás”, conclui Assis.

O chef Guto Medeiros, que também entende bem do assunto e possui mais de 30 anos de experiência prática, separou quatro dicas importantes sobre como usar o seu fogão da melhor forma para que as receitas fiquem ainda mais deliciosas e proporcionem economia de gás. Confira:

1. A potência do queimador pode influenciar na sua receita: ter em seu poder um fogão com queimadores potentes é o sonho de consumo de todo mundo que ama cozinhar. Em variados preparos, é preciso de alta temperatura para uma melhor cocção. Por exemplo: se for preparar uma proteína, essa chama alta vai garantir toda a riqueza de sabores e sucos, deixando o prato final muito mais delicioso.

2. A importância de trocar a potência do queimador durante o preparo da receita: um fogão que proporcione possibilidades é fundamental para que se possa aprimorar os preparos e as técnicas de trabalho. Você sabia que trocar a potência dos queimadores durante o desenvolvimento de um prato é essencial? Isso mesmo. O ideal é começar a receita com muito calor para selar, caramelizar e flambar. Melhor ainda se houver queimador tripla chama. Logo em seguida, mude para uma chama mais curta, para que possa ter a qualidade de uma cocção mais lenta e que proporcione riquezas nos preparos em forma de confit e, claro, muita economia também.

3. Os benefícios da variedade de queimadores: quando um mesmo fogão possibilita utilizar queimadores mais fortes (tripla chama) e queimadores normais, fica mais fácil finalizar todos os preparos de forma simultânea, agradando a família inteira na hora das refeições ou, até mesmo, no desenvolvimento de um pequeno evento no qual precisamos agregar potência de chama em tempo de cocção, conforme exige a ocasião. A variedade de queimadores simplifica (e muito!) a rotina na cozinha, além de qualificar todos os preparos, desde o pequeno queimador, ideal para a cocção de um ovo perfeito, até a tripla chama, que proporciona eficiência e economia.

4. Use o fogão a seu favor para economizar gás: com a alta no preço do gás de cozinha, economizar se tornou rotina entre os brasileiros. E a boa notícia é que é possível reduzir o consumo com o uso correto dos queimadores. Ao utilizar a tripla chama em preparos de grãos mais duros, por exemplo, que exigem mais tempo no consumo de gás de cozinha, é possível economizar. Você também pode utilizar a tripla chama para acelerar a receita e desligar antes de finalizar no próprio fogão. Desta forma, o preparo terá recebido uma carga bem alta de calor (sem gastar mais) e vai finalizar seu prato apenas com o calor que estiver conservado no interior da panela. Isso pode gerar uma economia de até 30%.