Site vende frutas e verduras dos feirantes de Curitiba

Com a disseminação do coronavírus e a suspensão temporária de algumas atividades, o site Feiras Livres foi lançado, para que os curitibanos consigam comprar, sem sair de casa, as frutas e verduras dos feirantes de Curitiba. A plataforma reúne 152 comerciantes das feiras livres da capital.

Até o dia 21 de março, as 89 feiras de Curitiba estão suspensas, seguindo o decreto municipal nº 565/2021, que ampliou as restrições das atividades para combater a covid-19.

O secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, explica que o site foi pensado para oferecer uma alternativa de renda para os feirantes. “Para a maioria dos cadastrados na plataforma tem sido, inclusive, o primeiro passo no comércio eletrônico”, diz ele.

A plataforma Feiras Livres é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN) e foi desenvolvida pelo Instituto Cidades Inteligentes (ICI).

Site

O site é formado por imagens dos alimentos e outros produtos dos comerciantes das feiras livres. Na plataforma, é possível fazer a busca por área, como alimentos prontos, aves, café, carnes, cereais, conservas, hortifrútis, ovos, pães, pescados, temperos, biscoitos e doces. Também é possível optar por alimentos orgânicos e convencionais.

A negociação e entrega por delivery são feitas diretamente por WhatsApp o comprador e o comerciante.

Feirante aos sábados no Passeio Público e produtor de orgânicos em Campo Largo, Thales Mendonça se cadastrou na plataforma no segundo semestre do ano passado. “Com a pandemia, tivemos a feira suspensa por um longo período e o site acabou nos ajudando a ter uma vitrine dos nossos produtos”, conta o comerciante de hortaliças, legumes, temperos e cogumelos livres de agrotóxicos.

Cadastro grátis

Não há qualquer custo para o feirante se cadastrar na plataforma Feiras Livres. O registro é feito na página do e-Cidadão, que faz o acesso aos serviços digitais das secretarias e órgãos da administração municipal. 

De acordo com o membro da Assessoria Técnica do Departamento de Operação Agroalimentar da SMSAN, Luiz Maskow após o cadastro ser preenchido, a inscrição é aprovada em até 24 horas, de modo que o feirante já estará com seu produto exposto na vitrine virtual.

Como o feirante pode fazer o cadastro na plataforma Feiras Livres:

  1.     Clique no campo “Entre” do site Feiras Livres, que irá direcioná-lo para o e-cidadão
  2.     Preencha os dados do feirante (CPF ou CNPJ da Permissão de Uso)
  3.     Faça uma descrição do histórico ou trabalho
  4.     Defina algumas palavras-chave (alimentos prontos, aves, café, carnes, cereais, conservas, hortifrútis, ovos, pães, pescados, temperos, biscoitos ou doces)
  5.     Selecione uma imagem para abrir sua área de exposição (foto do produto, cartão de visitas ou do feirante) com 270 x 220 pixels
  6.     Selecione até dez fotos de produtos à venda com 270 x 220 pixels (cada)
  7.     Envie on-line o formulário e aguarde a confirmação em até 24horas
  8.     Pronto para comercializar os produtos

Colaboração Prefeitura de Curitiba