Glória Perez lembra do assassinato da filha e condena impunidade

Há 29 anos, o Brasil recebia em choque a notícia do assassinato da atriz Daniella Perez, morta em 28 de dezembro de 1992, no Rio de Janeiro. Nesta terça-feira (28), a novelista Glória Perez lembrou a data com um post emocionado.

“O tempo não ameniza nada. Nem a dor, nem a revolta pela impunidade dos assassinos. Sim, psicopatas não são figuras da ficção, eles estão entre nós. E ganância mata”, desabafou. 

Diversos famosos passaram pela timeline da autora para dar apoio à Glória e demostrar todo o vazio deixado pela partida brutal e prematura da jovem artista, aos 22 anos.

Daniella Perez foi assassinada pelo ex-ator Guilherme de Pádua, com a participação da ex-esposa dele, Paula Nogueira Peixoto. O homem usou tesoura e punhal para tirar a vida do seu par romântico à época em uma novela.  

Condenado há 19 anos de prisão, ele foi solto em 1999 e atualmente é pastor evangélico.

Informações de Fofocalizando