Guerra na Ucrânia já fez Twitter remover mais de 50 mil postagens do ar

Em comunicado divulgado em seu site oficial, o Twitter informou que, desde o início da guerra na Ucrânia, mais de 50 mil postagens relacionadas ao conflito foram removidas da plataforma. Na última sexta-feira (11), o governo da Rússia proibiu a utilização da rede social no país.

“Estamos vendo um aumento maciço de conteúdo de mídia enganoso ou impreciso, incluindo vídeos antigos de conflitos passados que parecem estar acontecendo na Ucrânia. Rotulamos ou removemos mais de 50 mil conteúdos”, afirmou a empresa.

Além das postagens, 75 mil contas já foram banidas por violarem a política da plataforma. “Essas contas representam uma ampla gama de tentativas de manipular o serviço — incluindo spam oportunista e com motivação financeira”, destacou a plataforma.

Segundo o Twitter, a publicidade na Ucrânia e na Rússia foi interrompida, com o intuito de “garantir que as informações críticas de segurança pública sejam divulgadas e que os anúncios não prejudiquem a conversa no Twitter”. A rede social pontuou que “o conteúdo que discute ou se concentra na guerra, ou que é considerado falso ou enganoso de acordo com as Regras do Twitter, não é elegível para monetização”, acrescentando que “desmonetizou os termos de pesquisa relacionados à guerra, impedindo a exibição de anúncios nas páginas de resultados da pesquisa para determinadas palavras”.

Informações de SBT News