María Pagés inicia turnê nacional em Curitiba

Com um vestido vermelho escuro, a exuberância dos braços de serpente e inúmeros símbolos das raízes do flamenco que conversam com passado, presente e futuro, María Pagés está de volta aos palcos do Brasil, desta vez com o espetáculo “Una Oda Al Tiempo”.

A apresentação fala do efêmero, da eternidade e da irreversibilidade implacável do tempo sobre o corpo, o desejo, a arte e a vida, em um formato marcante, com palco cheio de vida, composto por oito bailarinos e um grupo de sete músicos que irão percorrer cinco cidades do Brasil: Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

“Trazer María Pagés novamente para o Brasil com um espetáculo nesse formato, após tempos difíceis de pandemia, é uma alegria. Una Oda Al Tiempo é um presente para os brasileiros. O público vai ter a oportunidade de vivenciar a riqueza estética e sonora do flamenco em 95 minutos ininterruptos de dança, música e cultura. É um show emocionante tanto para quem ama o flamenco quanto para quem não conhece”, garante Steffen Dauelsberg, diretor executivo da Dellarte, organizadora da turnê no Brasil.

Dirigido pela própria coreógrafa sevilhana e pelo hispanista, dramaturgo e escritor El Arbi El Harti, “Una Ode Al Tiempo” é uma obra madura, completa, que transmite 12 sentimentos em 12 cenas, com um passeio pelas estações da vida. São sequências coreográficas rápidas e nítidas em um espetáculo eletrizante, denso e altamente instigante. A obra é inspirada em autores díspares como Platão, Margueritte Youcenar, Martin Heidegger, Pablo Neruda e o compositor John Cage.

“‘Uma ode ao tempo’ é uma coreografia flamenca sobre a contemporaneidade e sobre o diálogo contínuo e necessário com a memória. O espetáculo questiona o que está acontecendo no mundo atual para que a arte possa se expressar como faz. O flamenco é uma arte popular, com uma trajetória riquíssima de evolução, que recorre e que toca todos os sentimentos humanos. Estou muito feliz por trazer essa experiência para o Brasil”, afirma María.

Pagés é uma das mais reconhecidas e premiadas estrelas da tradição flamenca. Pupila de Antonio Gades, ícone da cultura espanhola, ela é uma mulher política, que em seu novo espetáculo chama a atenção pelos cabelos grisalhos, como uma escolha de abraçar as marcas do tempo, fazendo um passeio histórico pela dança, misturando tradição e contemporaneidade. Nesse espetáculo, ela traz uma reflexão ética e artística sobre a atualidade, explorando as luzes e sombras perturbadoras que assinalam o tempo.

A estreia da turnê acontece em um dos maiores complexos culturais da América Latina, o Teatro Guaíra, em Curitiba, no dia 20 de agosto, em sessão única, às 21h. Já nos dias 23 e 24, a María Pagés Compañía desembarca na cidade de São Paulo, onde fará três apresentações no Teatro Alfa, incluindo uma sessão solidária na quarta-feira, às 16h. O retorno ao Rio de Janeiro não poderia ser para outro lugar senão o Theatro Municipal, onde já apresentou, em 2018, o solo magistral “Óyeme con los ojos”, que encantou os brasileiros. Com “Una Oda Al Tiempo”, no Rio, Pagés fará quatro apresentações entre os dias 26 e 28 de agosto, em uma das mais importantes casas de espetáculos do país. No dia 30 é a vez do SESC Palladium, no Centro de Belo Horizonte, receber esse grande show de dança flamenca e assistir à elegância majestosa de Pagés, às 20h30. A Compañía encerra a turnê no Brasil no dia 2 de setembro, às 20h30, no Teatro Bourbon Country, em Porto Alegre. Todos os ingressos já estão à venda no site https://www.dellarte.com.br

O espetáculo “Una Oda Al Tiempo” é realizado pelo Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal, Pátria Amada Brasil ,por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Apresentado pelo Ministério do Turismo e Bradesco Seguros. Patrocinado pela Repsol Sinopec Brasil.

PROGRAMAÇÃO turnê María Pagés Compañía

Espetáculo: “Una Oda Al Tiempo”

CURITIBA | Teatro Guaíra 

  • Dia 20 de agosto, às 21h

SÃO PAULO | Teatro Alfa

  • Dia 23 de agosto, às 20h30
  • Dia 24 de agosto, às 16h – sessão solidária
  • Dia 24 de agosto, às 20h30

RIO DE JANEIRO | Theatro Municipal

  • Dia 26 de agosto, às 20h
  • Dia 27 de agosto, às 16h 
  • Dia 27 de agosto, às 20h 
  • Dia 28 de agosto, às 17h

BELO HORIZONTE | SESC Palladium

  • Dia 30 de agosto, às 20h30

PORTO ALEGRE | Teatro Bourbon Country

  • Dia 2 de setembro, às 20h30