Com maratona de shows no Largo da Ordem, Oficina de Música se integra ao Festival de Inverno

O Festival de Inverno do Centro Histórico se integra à 39ª Oficina de Música de Curitiba, que pela primeira vez acontece no mês de julho, e oferece uma verdadeira maratona de shows. Serão 14 atrações em quatro dias, de 7 a 10 de julho, no Memorial de Curitiba, todas gratuitas. Com curadoria de Glauco Solter e João Egashira, os shows programados reúnem grupos curitibanos e mostram o melhor da música popular e promete chacoalhar o inverno de Curitiba.

Tradicional na mistura de gastronomia, música e arte, o festival é uma iniciativa dos restaurantes e comerciantes da região, em parceria com a Prefeitura de Curitiba, para aquecer o frio curitibano e celebrar a cultura do inverno. Com esta edição, o festival completa 10 anos e além dos shows estará com promoções especiais na área gastronômica.  

Frevo, música caipira e jazz

A primeira atração, na abertura do festival, é o show Banda Lyra convida Spok. A Banda Lyra Curitibana, responsável pela animação dos principais eventos oficiais e públicos da cidade, se apresenta com o renomado instrumentista, arranjador e diretor musical da SpokFrevo Orquestra, de Pernambuco. O maestro Spok trabalhou com grandes mestres do frevo e com a sua orquestra percorreu o mundo. Com três discos lançados, a orquestra se transformou numa referência da música instrumental brasileira. 

O grupo As Brejeiras, formado por Beatriz Schneider (violão 7 cordas), Gisele Fontoura (cavaquinho e voz), Jô Nunes (percussão e voz) e Mariana Zibah (percussão, flauta transversal e voz), faz uma homenagem a Noel Rosa. O blues é celebrado pelo músico Décio Caetano e banda. A música caipira aparece nas violas de Oswaldo Rios e Duo Gulin, formado por Rogério Gulin e seu filho Victor. 

No show Mãos Dadas, o instrumentista, compositor e arranjador Deni Ribas, apresenta temas autorais instrumentais. O quarteto Jump Jazz trafega pelos clássicos do gênero, visitando grandes temas de Django, Duke Ellington, Benny Goodman, entre outros. O jazz tem outro momento no festival com o show “O Som do Saul”, uma homenagem a Saul do Trompete feita por Helinho Brandão (saxofone), Celso Joabe (trompete), Luis Otávio (guitarra), Igor Loureiro (baixo) e Rhuan Rodrigues (bateria).

Forró, reggae e soul

 O grupo Forró Maravilha vai garantir um momento de muita animação. A sonoridade esquenta também com a Orquestra Friorenta, criada em 2015 por um grupo de oito músicos de diferentes localidades do Brasil radicados em Curitiba. O projeto musical tem como mote a conexão direta entre Norte e Sul. Faz parte da programação o Baile de Gafieira, na noite de sábado (9/7), com a Orquestra Sapato Furado, dando oportunidade ao público reviver os bailes de salão. 

No último dia, mais atrações com o Grupo Taque Tique Tá – MPB para crianças; o concerto Pandeirada Brasileira, com o percussionista  Vina Lacerda e os músicos  André Prodóssimo (baixo e violão), Victor Gabriel Castro (sopros), Julião Boêmio (cavaquinho) e André Ribas (acordeão); o Reggae Fest, com a banda Djambi, pioneira do reggae no sul do Brasil, que já realizou 10 turnês internacionais, lançou dois DVDs, teve videoclipes na MTV e representou o Brasil em importantes festivais na França, Suíça, Itália, Holanda e Estados Unidos; e o Curitiba Soul, com Wes Ventura Trio em sonoridades afro-brasileiras e canções que abordam questões sociais, étnico-raciais, liberdade e amor. 

Parcerias

A 39ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo Pátria Amada Brasil, com apoio da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, do Banco Nacional de Desenvolvimento de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Sistema Fiep/Sesi e patrocínio da Volvo do Brasil.

Também apoiam o evento: Centro Cultural Teatro Guaíra, Comunidade Evangélica Luterana Igreja de Cristo, Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Teatro Regina Casillo e Lamusa-UFPR e Rádio Educativa 91.7 FM.

Informações da PMC.