Renato Borghetti e Camerata: diversidade cultural abre a Oficina de Música

A Camerata Antiqua de Curitiba, a Orquestra À Base de Corda e o gaitista Renato Borghetti dividem o palco do grande auditório do Teatro Guaíra, nesta quinta-feira (30/6), às 20h, para a abertura da 39ª Oficina de Música de Curitiba, que compõe a programação do Inverno Curitiba. O repertório reforça a integração entre o erudito e o popular, em uma homenagem aos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922.

O concerto começa com a Camerata Antiqua de Curitiba executando, sob a regência do maestro Abel Rocha, uma adaptação das Bachianas nº 2, 8 e 9, de Villa-Lobos, para coro e orquestra. A Camerata também apresenta a 2ª Dança Brasileira, do compositor Mário Tavares, considerado um dos principais representantes da música modernista.

Em seguida, a Orquestra à Base de Corda e Renato Borghetti, sob a regência de João Egashira, apresentam um repertório de composições para gaita ponto de autores como Gilberto Monteiro, Guinga Ramirez e do próprio Borghetti.

No final, a Orquestra de Câmara de Curitiba (o conjunto instrumental da Camerata) se une ao grupo popular e ao gaitista para a apresentação de mais duas composições.

Balaio cultural

“A Semana de Arte Moderna foi um grande balaio de diversidade cultural e é isso que o público vai assistir neste concerto de abertura da Oficina de Música”, adianta o maestro Abel Rocha, diretor artístico de música erudita da 39ª Oficina.

De acordo com o regente, os compositores Heitor Villa-Lobos e Mário Tavares representam essa maneira inovadora de entender a arte brasileira, assim como Renato Borghetti, cujo repertório sintetiza exatamente a valorização do folclore popular na formação sinfônica.

“A Semana de 22 ficou marcada por trazer a cultura brasileira para dentro da arte erudita, com mistura de linguagens – a música popular influenciando a construção da música sinfônica, e a música de concerto tocando com orquestra aquilo que as pessoas só entendiam como música de tradição popular”, explica o maestro.

Os ingressos para o show estão à venda no site www.ticketfacil.com.br.

Muitas atrações

A 39ª Oficina de Música de Curitiba vai até 10 de julho com uma intensa programação de cursos, shows e concertos. São 44 cursos presenciais e 20 on-line com a participação de estudantes de música de todo o Brasil. Para o público, são 170 atrações sendo 105 gratuitas e as demais com ingressos que variam de R$ 10 a R$ 50.

Além da abertura, com Renato Borghetti, outros nomes nacionais estão entre as atrações, como Toquinho, Danilo Caymmi, Cláudio Nucci, mestre Spok da orquestra pernambucana SpokFrevo e a baiana Margareth Menezes, que faz o show de encerramento. Aproximadamente 400 músicos estão envolvidos na programação artística e 335 deles são artistas paranaenses.

A 39ª Oficina conta com as atividades paralelas, como a VII Semana do Canto Coral,  o II Simpósio Brasileiro de Musicologia, a Oficina Verde, o Circuito Off pelos bares e restaurantes, a mostra de filmes “Ópera na Tela” no Cine Passeio e o Festival de Inverno do Centro Histórico de Curitiba, que se integra à programação aliando música e gastronomia.

Nesta edição especial de julho, além de homenagear o maestro e compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos e a Semana de Arte Moderna de 1992, a 39ª Oficina de Música também destaca os 200 anos da independência do Brasil.  

Parcerias

A 39ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura, Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo Pátria Amada Brasil, com apoio da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, do Banco Nacional de Desenvolvimento de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Sistema Fiep/Sesi e patrocínio da Volvo do Brasil.

Também apoiam o evento: Centro Cultural Teatro Guaíra, Comunidade Evangélica Luterana Igreja de Cristo, Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Teatro Regina Casillo, Lamusa-UFPR e  Rádio 97,1 FM Educativa.

Informações da PMC.