Polícias do Novo México e de NY trabalham para apreender telefone de Alec Baldwin

Por Andrew Hay

TAOS, Novo México, EUA (Reuters) – Autoridades policiais do Novo México anunciaram na quinta-feira que estavam trabalhando com a polícia de Nova York para obter um material do telefone celular do ator Alec Baldwin que teria relação com a investigação sobre a morte com um tiro acidental da diretora de fotografia no set de gravação do filme “Rust”.

A Delegacia de Santa Fé e a Primeira Procuradoria Distrital Judicial do Novo México estavam trabalhando “ativamente” com o Departamento de Polícia do Condado de Suffolk, em Nova York, e com os advogados de Baldwin para conseguir qualquer material no telefone de Baldwin que seja relativo à investigação, de acordo com um comunicado.

O comunicado foi publicado três semanas após a delegacia de Santa Fé receber um mandado de busca pedindo a apreensão do iPhone de Baldwin para examinar mensagens de texto, e-mails, e outras informações armazenadas no dispositivo, de acordo com documentos da Justiça.

Um porta-voz do Departamento de Polícia do Condado de Suffolk e um advogado de Baldwin não responderam a pedidos de comentários.

Baldwin tem uma residência em Amagansett, no Condado de Suffolk.

O astro da série “30 Rock” disse que estava segurando um revólver na gravação do filme, que disparou acidentalmente durante um ensaio em outubro, atirando uma bala que matou Halyna Hutchins.

O ator disse em uma entrevista na televisão que nunca puxou o gatilho e rejeitou a responsabilidade pelo tiro. Ele disse não ter ideia como uma munição chegou ao set.