Roberto Carlos processa Tiririca por paródia em campanha eleitoral

Desde que entrou na política, Tiririca inova a cada campanha com novos vídeos irônicos e satíricos. Mas, um deles não agradou o cantor Roberto Carlos, que abriu um processo contra o humorista após ter a música O Portão usada em uma das propagandas eleitorais.

Recentemente, Tiririca foi intimado para prestar uma defesa em relação ao caso. O político usou a tese do próprio Superior Tribunal de Justiça (STJ), que há o direito de parodiar obras artísticas para campanhas.

Ele reforçou que já havia feito o mesmo nas eleições de 2014 e que a única diferença para este ano foi adicionar a canção, que teve como objetivo informar aos eleitores a alteração do número de candidatura.

O compositor Roberto Carlos ainda sim alegou que sua imagem e honra foram violadas, requerendo uma multa de R$ 50 mil.

O desembargador do processo considerou que a paródia não tem objetivo de reproduzir a obra original e nem é depreciativa, sendo assim, não fere os direitos citados.