“Rugrats” voltam à TV mais travessos e com alta tecnologia

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) – Maiores, mais espertos e mais travessos, “Rugrats – Os Anjinhos” voltam à televisão na quinta-feira com uma série de brinquedos novos.

Dezessete anos após o final do desenho animado que fez crianças de colo parecerem mais inteligentes do que os país, o líder do bando, Tommy Pickles, o nervoso Chuckie Finster e a mandona Angelica Pickles agora tem tecnologia smart para dar nós nos pobres adultos que deveriam estar no comando.

“Eles trouxeram a bagunça para 2021. Têm celulares, têm telas de computador, há vídeo, há zooming”, disse Nancy Cartwright, que dubla Tommy.

“Rugrats”, que chega pela plataforma de streaming Paramount+, recrutou os mesmos dubladores que interpretaram Tommy, Chuckie, os gêmeos Phil e Lil, Susie e Angelica da primeira vez.

Lançada em 1991, a série que explora o mundo do ponto de vista dos bebês se tornou um clássico da cultura pop que rendeu filmes, videogames, um programa ao vivo e até um cereal chamado Reptar Crunch.

A animação com computação gráfica dá ao novo show um visual mais colorido e detalhado do que a original, e as aventuras dos garotos ficaram mais ousadas.

No primeiro episódio, enquanto os mais novos arrepiam cabelos ao cruzar a cidade até um parque de dinossauros, Angelica faz estrago com um aplicativo de encontros no celular do Vovô Pickles.

“Ela está clicando em todas as vovós e fazendo-as ir visitar o vovô”, conta Cheryl Chase, que dubla Angelica.

A animação com computação gráfica mostra detalhes como “um salgadinho preso no carpete, ou tinta descascando, ou pontas puídas em um cobertor”, disse Cree Summer, que dá voz ao amigo de vizinhança Susie Carmichael.