Rússia alerta Disney a não distribuir curta-metragem com personagem gay

MOSCOU (Reuters) – A agência reguladora de comunicações da Rússia, Roskomnadzor, alertou a Walt Disney Co nesta sexta-feira a não distribuir conteúdos que disse serem prejudiciais às crianças do país com o lançamento do curta-metragem “Out”, que tem um protagonista gay.

A Roskomnadzor disse ter enviado uma carta à Disney observando que é a lei russa proíbe a distribuição de informações que “negam valores familiares e promovem relacionamentos sexuais não tradicionais” para crianças.

“Out” foi lançado no canal Disney+ nos Estados Unidos no ano passado.

A Disney não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Relacionamentos homossexuais são legais na Rússia, mas uma lei de 2013 proíbe disseminar “propaganda de relacionamentos sexuais não tradicionais” entre jovens russos. Grupos de direitos humanos criticam a legislação, dizendo que ela ajuda a aumentar a hostilidade com a homossexualidade.

Na segunda-feira, um procurador russo pediu que anúncios da Dolce & Gabbana no Instagram que mostram casais homossexuais se beijando sejam proibidos no país.