Sob tutela desde 2008, Britney Spears depõe pela primeira vez contra o pai

Britney Spears vai falar pela primeira vez contra o pai no tribunal de Los Angeles nesta quarta-feira (23). Com participação virtual, a cantora irá depor sobre o controle que Jamie Spears tem sobre sua vida, fortuna e negócios desde 2008.

A imprensa norte-americana divulgou nos últimos anos documentos que mostram que Britney foi submetida a tutela legal – caso em que uma pessoa é considerada incapaz de cuidar de si mesma – após sofrer de “uma doença mental não divulgada” e “abusar de substâncias”.

Após 13 anos desde o início da tutela, segundo o The New York Times, a artista pediu para prestar depoimento e para que o controle do pai fosse removido. Até o momento, Britney não tinha o costume de falar publicamente sobre o assunto.

Em 2014, os advogados da cantora já haviam apresentado uma série de motivos para que Jamie deixasse de controlar sua vida. A lista divulgada pelo jornal norte-americano aponta consumo de bebida alcoólica, “mesada semanal” oferecida à cantora e comportamento inapropriado.

Dois anos depois, um relatório apontou que Britney sentia que a “tutela se tornou uma ferramenta opressora e de controle sobre ela”. A artista ainda teria dito que o pai estava “obcecado” e que tinha medo dele, pois qualquer erro que cometesse tinha consequências “muito severas”.

O processo na Justiça deu origem ao movimento #FreeBritney, resultado de uma preocupação dos fãs da cantora, que pedem pelo fim da tutela de Jamie. No início deste ano, um documentário do The New York Times chamado “Framing Britney Spears: A Vida de uma Estrela” – que fala sobre o movimento e aponta indícios de que a cantora estaria insatisfeita com a situação – ajudou a aumentar o debate em torno do assunto envolvendo a tutela.