Musk publica meme sobre ameaça do Twitter de ir à Justiça para concluir acordo

Elon Musk zombou nesta segunda-feira da ameaça do Twitter de processá-lo após sua decisão de desistir do acordo de 44 bilhões de dólares para compra da rede social. O bilionário afirmou que a empresa terá que divulgar mais informações sobre bots e contas falsas caso a disputa vá para os tribunais.

A série de tuítes nesta segunda-feira foi a primeira resposta pública de Musk, presidente-executivo da Tesla, desde que tornou pública a intenção de abandonar o negócio na sexta-feira.

O Twitter planeja processar Musk ainda nesta semana para forçá-lo a concluir a aquisição, disseram à Reuters pessoas familiarizadas com o assunto.

Especialistas jurídicos dizem que a empresa de mídia social tem um sólido caso contra Musk, mas pode optar por uma renegociação ou acordo em vez de uma longa briga judicial.

O contrato entre as partes exige que Musk pague ao Twitter uma taxa de 1 bilhão de dólares caso ele não possa concluir o acordo por motivos como falta de financiamento para aquisição ou bloqueio do negócio por reguladores. A taxa não seria aplicável, no entanto, se Musk encerrar o acordo por conta própria.

As ações do Twitter desabavam cerca de 9,5%, para 33,33 dólares cada, por volta de 14h20 (horário de Brasília) desta segunda-feira.

Os papéis fecharam em 36,81 dólares na sexta-feira, um desconto de 32% em relação à oferta de aquisição enviada por Musk, de 54,20 dólares. A ação enfrentou um duplo golpe, com a queda nos mercados de ações e ceticismo dos investidores sobre a venda da companhia.

“O conselho do Twitter deve contemplar o dano potencial a suas bases de funcionários e acionistas de quaisquer dados internos adicionais expostos em litígio”, disse Mark Zgutowicz, analista da Benchmark.

“Acreditamos que as intenções de Elon Musk de encerrar a compra da rede social são mais baseadas na recente liquidação do mercado do que na ‘falha’ do Twitter em atender às suas solicitações”, escreveu o analista da Jefferies, Brent Thill, em nota.

“Na ausência de um acordo, não ficaríamos surpresos ao ver a ação encontrar um piso em 23,5 dólares.”, completou ele.