Yasmin Brunet tem credencial negada nas Olimpíadas de Tóquio

O Comitê Olímpico Nacional (COB) negou o pedido de credenciamento para as Olimpíadas do Japão de Yasmin Brunet, esposa do atleta Gabriel Medina. A entidade afirmou que por conta dos protocolos de segurança contra a Covid-19, cada atleta só poderia levar um acompanhante nas Olimpíadas. O surfista teria escolhido o técnico, em primeira opção e a Yasmin em segunda. Sendo assim, a modelo não teria permissão de se credenciar como membro da equipe.

Yasmin Brunet usou o Instagram para reclamar: “Os surfistas têm o direito de levar uma pessoa para as olimpíadas. Antigamente, eles podiam levar duas, mas agora, por conta da pandemia, super compreensivo, só pode levar uma pessoa. E eles podem escolher essa pessoa. Inclusive tem uma levando o marido e outra levando um amigo, o que eu acho estar completamente certo. Eu queria deixar muito claro isso”, comenta Yasmin.

Medina também usou as redes sociais para comentar a polêmica: “Não quero tratamento especial, ou levar alguém a mais. Eu só quero levar uma pessoa que tem viajado comigo e que tem me ajudado de verdade”.

Informações do Fofocalizando.