À espera de um milagre, Paraná viaja para tentar evitar o rebaixamento

À espera de um milagre, foi assim que o Paraná viajou para enfrentar o Oeste em Barueri.

“Enquanto tiver chance, a gente vai continuar acreditando, a gente vai continuar trabalhando, lutando. Creio que a semana foi muito boa de trabalho, agora não depende só mais de nós Depende também dos adversários.” afirmou Higor Meritão, volante do Paraná.

A única chance de o Paraná se manter vivo para última rodada, é vencer o Rubrão, lanterna e já rebaixado, e torcer por derrota do Vitória em Salvador, diante do também já rebaixado Botafogo de Ribeirão Preto. Mesmo que essa combinação improvável aconteça, na rodada final sexta-feira o Tricolor precisa de mais uma vitória diante do Cruzeiro e nova derrota do Vitória que na sexta pega o Brasil de Pelotas.

“Secar os adversários para que a gente possa ainda continuar lutando, continuar sonhando que é livrar o Paraná do rebaixamento.” disse o volante Tricolor.

A única vez em que o Paraná disputou a terceira divisão nacional foi em 1990, a pouco mais de três décadas, quando o clube não tinha nem um ano de vida. Se realmente voltar para terceirona, dessa vez as condições são bem diferentes. 

“O Paraná já saiu da terceira, iniciou pela terceira e fui batalhando até chegar à primeira e ficou muito tempo na primeira.” afirmou Sérgio Molletta Presidente do Paraná.

Se a queda for confirmada, o Tricolor vira a quinta força do estado.

“Se cairmos para terceira divisão, vamos ter que nos adequar a nossa realidade. Se hoje somos a quinta força do futebol paranaense, nós temos que traçar objetivos palpáveis.” disse o Presidente Tricolor.

Sem depender só de si, os paranistas botam fé no quase impossível, para ainda evitar e o pior.

Confira a provável escalação do Tricolor para enfrentar o Oeste, no jogo de hoje: