Após gol em 2019, Richarlison celebra retorno ao Maracanã na final da Copa América

Um reencontro muito aguardado e, com ele, a chance de escrever mais um capítulo na história da Seleção Brasileira. No próximo sábado (10), Richarlison retorna ao Maracanã para a disputa da final da Copa América, entre Brasil e Argentina.

No mesmo estádio, há dois anos, o atacante fez o seu gol mais importante com a camisa da Seleção Brasileira. Diante de mais de 70 mil pessoas, Richarlison marcou, de pênalti, o gol que garantiu a vitória do Brasil por 3 a 1 sobre o Peru, pela final da Copa América de 2019. E a importância deste retorno ao Maracanã é tão grande, que o Pombo teve que voltar aos tempos de categoria de base no América-MG para explicar.

“O Maracanã é um estádio muito especial para mim. Lembro até hoje que o meu treinador na base do América-MG, Celinho, me avisou que quando eu fizesse um gol no Maracanã, aí sim que eu iria me tornar um jogador profissional. Quando eu fiz meu primeiro gol de pênalti, (pelo Fluminense) contra o Vitória, a primeira lembrança que veio foi dele. É um estádio muito especial para mim e para todo mundo. Lá fora é um estádio muito conhecido também. Qualquer jogador do mundo quer jogar no Maracanã”, lembrou.

Richarlison, definitivamente, guarda boas lembranças de seu último jogo pela Seleção Brasileira no Maracanã. Mas a Copa América de 2019 já está no passado do atacante e ele quer, no presente, seguir escrevendo sua história com a Amarelinha.

“Meu foco continua o mesmo, é a Copa América. Quero levantar essa taça. É minha segunda competição com a camisa da Seleção e quero levantar minha segunda taça com essa camisa”, reforçou.

Além de ser uma final, a partida do próximo sábado será o primeiro jogo oficial de Richarlison contra a Argentina. Na semifinal da Copa América de 2019, ele acabou ficando de fora por conta de um quadro de caxumba. Antes de seu primeiro Superclássico das Américas oficial, Richarlison valorizou o adversário da final.

“Do outro lado também tem grandes jogadores. Querendo ou não, tem o melhor do mundo. Isso cria uma certa rivalidade. A gente sabe da dificuldade de enfrentar a Argentina. Não só de agora, mas do passado também. A gente sabe da dificuldade que vai ter, mas vamos para lá para ser campeão”, concluiu.

Brasil e Argentina se enfrentam no próximo sábado (10), no Maracanã, pela final da Copa América. A bola rola às 21h no Rio de Janeiro, com transmissão da Rede Massa | SBT.