Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Rogério Sampaio vai à Escócia para tentar evitar nova suspensão da ABCD

Para evitar que a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) seja novamente descredenciada pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), o secretário nacional Rogério Sampaio vai até Glasgow, na Escócia. Ali, participará da reunião de fim de ano do Conselho de Fundação da Wada e apresentará o plano do governo brasileiro para regularizar o Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (JAD).

"Eles solicitaram que entregássemos até o dia 10 de novembro um modelo de regimento interno do tribunal e isso foi feito. Após termos escolhidos os nomes para o tribunal único, o que será feito pelo Conselho Nacional do Esporte (CNE), eles serão apreciados. Enviamos o modelo de regimento e agora esperamos um retorno", explicou Sampaio.

Na avaliação do ex-judoca, o encontro vai permitir aproximar os brasileiros do órgão máximo de controle de doping no mundo. "Vai ser positivo. É importante que a ABCD tenha uma proximidade maior com a WADA. Tanto a viagem para o Canadá quanto a desse mês têm o mesmo objetivo", disse o secretário nacional, referindo-se à viagem feita a Montreal em outubro.

Logo após aquele encontro, a Wada deu até o dia 19 de novembro, sábado próximo, para que Brasil, Azerbaijão, Grécia, Guatemala e Indonésia acatem as recomendações para se adequarem à versão 2015 do Código Mundial Antidoping (Code, na sigla em inglês).

Pelo pouco que explicou a Wada, no ano passado ela formou um comitê de revisão de conformidade (CRC), que foi encarregado de fornecer consultoria independente e recomendações à Wada com relação ao cumprimento do Code.