Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após nova reviravolta, Ricciardo comemora vaga no pódio no México

O australiano Daniel Ricciardo terminou o GP do México na quinta colocação. Mas finalizou o dia no terceiro lugar, com vaga no pódio, na antepenúltima etapa da Fórmula 1 na temporada 2016. O "salto" na classificação final se deveu às punições aplicadas ao holandês Max Verstappen, seu companheiro de Red Bull, e ao alemão Sebastian Vettel, da Ferrari.

O resultado, porém, saiu somente horas depois da corrida disputada na Cidade do México, o que amenizou a empolgação do piloto australiano. Quando a decisão foi anunciada, a cerimônia no pódio já havia sido finalizada há horas. "Claro que teria sido legal subir ao pódio e curtir o momento... Mas foi uma corrida divertida, embora eu tenha ficado um pouco frustrado com o incidente no fim da prova."

Nas voltas finais da corrida, Ricciardo protagonizou boa disputa com Vettel, na briga pela quarta colocação. Em uma das curvas, o piloto da Ferrari freou demais e deu uma fechada em Ricciardo. O australiano terminou a prova reclamando da manobra, que foi investigada somente ao fim da disputa. "Ele está sorrindo agora. Mas para mim ele não merecia estar no pódio com o que fez", dissera o australiano, antes da punição aplicada ao rival.

De acordo com os comissários da prova, Vettel fez uma manobra "perigosa" ao mudar rapidamente de direção na entrada da Curva 4. "Isso foi considerado potencialmente perigoso por causa da proximidade dos pneus do outro carro", relataram os comissários, horas após o fim da prova.

Por causa da manobra, o piloto da Ferrari sofreu punição de 10 segundos acrescidos ao seu tempo final da corrida. Assim, caiu do terceiro para o quinto lugar. Curiosamente, Vettel havia sido beneficiado por outra punição, aplicada mais cedo a Verstappen. O holandês teve acrescido 5 segundos e trocou o terceiro pelo quarto posto, justamente por causa de uma manobra numa disputa com Vettel.

Ao receber o aviso sobre a punição, que o tirou do pódio, o alemão negou qualquer irregularidade na manobra investigada. "Eu acho que dei espaço suficiente para ele passar, mas foi tarde demais. Acho que nós dois estávamos em condições de fazer a curva", afirmou Vettel. Chefe de equipe da Ferrari, Maurizio Arrivabene classificou a punição de "dura demais e injusta".

Com a mudança no resultado final da prova, Ricciardo garantiu a terceira colocação final no Mundial de Pilotos. O australiano, que não pode mais ser alcançado pelos rivais nas duas provas restantes do ano, só fica atrás dos pilotos da Mercedes. O alemão Nico Rosberg lidera com 19 pontos de vantagem sobre o inglês Lewis Hamilton.