Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Force India confirma francês Ocon e dificulta permanência de Nasr na Fórmula 1

A Force India oficializou nesta quinta-feira a contratação do francês Esteban Ocon, de 20 anos, como piloto para a próxima temporada da Fórmula 1. Com o anúncio, a escuderia restringiu as oportunidades do brasileiro Felipe Nasr de estar no grid em 2017. O piloto da Sauber, com quem tem contrato somente até o fim de 2016, tinha a equipe indiana como um dos seus possíveis destinos.

Nasr é o único brasileiro que tem chances de estar na categoria no próximo ano, já que Felipe Massa, da Williams, vai deixar a Fórmula 1 ao fim do atual campeonato. O piloto da Sauber estreou em 2015 e neste ano não ainda não pontuou. O anúncio do francês deixa em aberto vagas em equipes como Manor, Haas e a própria Sauber, a única escuderia do grid que não marcou pontos neste ano.

Ocon estreou na categoria neste ano pela Manor e será companheiro do mexicano Sérgio Pérez na Force India. "É uma oportunidade que venho trabalhando há anos na minha vida e eu espero agarrar essa chance com todas as minhas forças para retribuir ao time as expectativas que depositaram em mim. Só tenho a agradecer pela Manor e pela Mercedes pelas chances que me derem. Mal posso esperar para em 2017 fazer minha primeira temporada completa na Fórmula 1", disse o piloto, que fez somente sete provas no ano.

O francês foi campeão da GP3 em 2015 e da Fórmula 3 Europeia no ano anterior. Ocon foi piloto júnior da Mercedes e de testes da própria Force India. Nas corridas que disputou na Fórmula 1, o melhor resultado pela Manor foi obtido no GP de estreia, na Bélgica, onde largou em 17º e chegou em 16º. A equipe apostou no francês a partir da metade do ano e o colocou como substituto do indonésio Rio Haryanto.

"Estávamos de olho no Esteban por alguns anos, seguimos o progresso dele nas categorias inferiores, nas quais ele conquistou resultados impressionantes. Após ser nosso piloto de testes, ficamos convencidos da sua performance e capacidade de ser o companheiro de Sérgio Perez", explicou o chefe da Force India, Vijay Mallya.