Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Palmer é confirmado como companheiro de Hülkenberg na Renault em 2017

O britânico Jolyon Palmer agradou em sua primeira temporada na Fórmula 1. O piloto, de 25 anos, foi anunciado nesta quarta-feira como um dos pilotos da Renault para 2017, mantendo-se no time francês apesar de só ter pontuado uma vez em 2016. Antes dele, a Renault já havia anunciado a contratação do alemão Nico Hülkenberg, que deixa a Force India.

De acordo com Jerome Stoll, presidente da equipe, a boa forma de Palmer nesta reta final da temporada foi fator decisivo para que ele ganhasse a oportunidade de ficar na Renault por mais um ano.

"Nós estamos orgulhosos de manter Jolyon como nosso piloto na temporada 2017. Jolyon mostrou sua fome para se desenvolver conosco enquanto o time crescia e nós ficamos impressionados com suas incrivelmente fortes performances na pista enquanto a temporada avançava", elogiou Stoll.

Palmer continua na Renault apesar de ter feito uma temporada mais fraca que a do dinamarquês Kevin Magnussen, que obteve um sétimo lugar na Rússia e um 10.º em Cingapura. O britânico foi 10.º na Malásia. Por outro lado, foram 12 Top15 para Palmer, contra nove para Magnussen.

Com oito pontos, a Renault é só a nona colocada no Mundial de Construtores, distante da Haas, que aparece logo à frente. Para o ano que vem, a meta é crescer com a chegada de Hülkenberg, que, sozinho, já ganhou 60 pontos.

"Nós estamos confiantes que a combinação entre Jolyon e Nico nos oferece uma força de direção muito promissora para atingirmos nossos objetivos. Jolyon entende o espírito da equipe e motiva todos que trabalham com ele", continuou Stoll.

A confirmação de Palmer na Renault fecha mais uma possibilidade para Felipe Nasr se manter no grid em 2017. Ainda há vagas disponíveis na Force India (uma), na Haas (uma), na Sauber (duas) e na nanica Manor (duas). Esteban Gutiérrez, Kevin Magnussen e Marcus Ericsson também brigam por espaço, enquanto Jenson Button e Felipe Massa vão se aposentar. O belga Stoffel Vandoorne e o canadense Lance Stroll serão seus substitutos.