Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Tubarão Mugen vence a 25ª edição das 500 Milhas de Londrina

(Foto: Vanderley Soares) - Tubarão Mugen vence a 25ª edição das 500 Milhas de Londrina
(Foto: Vanderley Soares)

Em 2015, os gaúchos da equipe MC Tubarão vieram para as 500 Milhas de Londrina e perderam à prova por apenas 3s010; retornaram esse ano com a lição de casa feita, viram os adversários passarem por problemas, tiveram problemas mas venceram a histórica 25ª edição da prova na geral.

A bordo do protótipo Tubarão-Mugen n° 32 guiado por Mauro Kein, Paulo Souza e Tiel Andrade, completaram as 263 voltas no Autódromo Ayrton Senna em 6h35min37s125, uma volta à frente do segundo colocado, a dupla da casa Leandro Totti e Maicon Tumiate que chegaram à liderança na parte final da prova, mas foram obrigados a realizar uma última parada nos boxes para levar o Spyder n° 73 da categoria III com as cores do Londrina Esporte Clube à bandeira quadriculada.

A terceira colocação ficou com o Tornado-Hayabusa n° 3, da equipe Fibralex Racing, que foram líderes da prova durante boa parte da corrida após os problemas enfrentados pela Lamborghini n° 36 de Claudio Ricci, Paulo Poeta e Paulo Varassin (Mottin Racing) e também o protótipo Predador de Jair e Duda Bana (G-Stage).

Com problemas no câmbio, a Lamborghini conseguiu voltar depois de várias horas para terminar a prova, porém o protótipo Predador – o mais rápido durante todo o final de semana e pole position – não teve a mesma sorte: com a quebra da suspensão traseira, Duda Bana sofreu acidente depois de 99 voltas danificando o carro e tirando a equipe em definitivo da competição.

Quem também ficou de fora com apenas 8 voltas completas foi o governador do Paraná, Beto Richa: a bordo do Maserati n° 67 da equipe CRT Racing, o carro teve problemas mecânicos e abandonou. Mesmo assim o governador-piloto fez questão de acompanhar a prova até o fim, prestigiando o evento de Londrina, uma das provas mais importantes do Brasil.

Na categoria I, a vitória ficou com o trio paulista Emilio Padron, Fernando Fortes e Fernando Ohasi com o protótipo 1R da equipe SP Mec; com a vitória, Padron e Fortes garantiram o título Brasileiro de Endurance.

Colaboração Assessoria de Imprensa.